Mãe conta que marido a deixou após descobrir que filho tinha paralisia: “Virei uma Supermãe”

Hoje, ela usa um perfil nas redes sociais para compartilhar a rotina ao lado dele, ajudando outras famílias que passam pelo mesmo

Resumo da Notícia

  • Mãe conta rotina árdua depois que marido a largou após descobrir que filho nasceu com paralisia
  • Hoje, ela compartilha um pouco da história que viveu no Instagram, para ajudar outras mães
  • Conheça mais sobre a história dela

Edilma engravidou de Matheus quando tinha 15 anos. O bebê veio ao mundo depois que ela fez 16. Mais precisamente no dia 23 de julho de 1998, às 17h30. Depois do nascimento do filho, a mãe precisou lidar com uma surpresa. “No nascimento de Matheus, quando fui dar à luz, tentaram um parto normal. Quando decidiram pela cesárea, faltou oxigênio no lado esquerdo do cérebro do meu filho, causando paralisia cerebral”, contou, em entrevista à UOL Universa.

-Publicidade-
Mãe conta que marido a deixou após descobrir que filho tinha paralisia: “Virei uma Supermãe” (Foto: reprodução Instagram)

Os momentos depois do nascimento do filho não foram fáceis. Além de precisar ficar meses no hospital para cuidar da saúde do bebê, Edilma teve que lidar com o abandono do marido. “Passamos seis meses internados na maternidade, em Natal (RN). Digo passamos porque, naquela época, a mãe precisava estar presente com o bebê 24 horas. Quando o pai de Matheus ficou sabendo sobre a deficiência, nos abandonou. Não quis nem registrar o filho. Disse que não queria ser pai de um doido ou aleijado. Assim começou a minha luta com o meu filho”.

Quando soube da notícia, a mãe também pensou em desistir. “Quando o médico falou sobre a paralisia, pensei em desistir. Deram apenas 15 dias de vida para ele. Imaginava deixá-lo com minha mãe e sumir no mundo. Era muito nova, uma adolescente. Fiquei sem chão porque a gravidez ocorreu normalmente e eu imaginava meu filho correndo e brincando. Vieram as dúvidas sobre se eu saberia como cuidar dele”, desabafou, relembrando.

-Publicidade-

Mas bastou uma sensação para tudo mudar. “O que fez com que eu não desistisse foi quando eu o peguei no colo pela primeira vez, aos dois meses, depois que ele saiu do coma. Eu o carreguei nos braços. Matheus abriu os olhos e olhou para mim. E não pensei em mais nada de ruim”.

A decisão de cuidar do filho, porém, veio acompanhada de uma série de desavenças. Além de não ter a companhia do marido para ajudá-la, a mãe não pode contar com a família. “Quando saímos do hospital, à época, minha mãe era casada com uma pessoa que não gostava do choro de Matheus. Meu filho sentia muitas dores e isso o incomodava. Quando ele tinha oito meses de vida, passamos a receber um auxílio do INSS [Instituto Nacional de Seguridade Social] e alugamos um canto para morar. Apenas nós dois e Deus. Eu ainda tinha 16 anos”, relembra.

Ela compartilha a rotina no Instagram (Foto: reprodução Instagram)

Os dois viveram juntos, na casa alugada até 2013, quando a mãe dela faleceu, deixando a casa para eles. “Era pequena, mas agradeço até hoje porque pelo menos saímos do aluguel”. Edilene precisou superar vários desafios e aprendeu com cada um deles. Hoje, a mãe usa o perfil do Instagram @umasuper_mamae para compartilhar um pouco da rotina com mais de 11 mil seguidores, ajudando mães que passam por situações parecidas.

O perfil foi feito com a ajuda da filha mais velha, Júlia Camile, de 19 anos. “Minha filha perguntou o que eu achava de mostrar a rotina de Matheus. Concordei e passamos a publicar nosso dia a dia. O apelido “supermãe” foi criado por ela, pois sempre disse que me via assim”. Por meio dele, ela incentiva e ajuda milhares de mães de todo o Brasil, mostrando a força do amor.

App Pais&Filhos

Tem novidade na área: o novo aplicativo Pais&Filhos Interativo! Agora você pode ler conteúdos exclusivos, feitos com muito carinho pela equipe da redação da Pais&Filhos com toda a credibilidade, comprometimento e bom humor de sempre, e ainda testar seus conhecimentos sobre os principais assuntos do universo da parentalidade.

Já que ninguém cria filho sozinho, a Pais&Filhos se enxerga como parte da sua rede de apoio e para isso, disponibilizamos no aplicativo informações de qualidade sobre todas as fases da vida da criança, seja você pai ou mãe, grávida, ou até mesmo se você ainda for tentante.

Além disso, a plataforma ainda oferece quizz de perguntas e respostas para você testar seus conhecimentos sobre os mais diversos assuntos deste universo. Ao fazer o teste, você acumula pontos, e de quebra pode trocar por prêmios.

O Pais&Filhos interativo está disponível para iOS e Android, basta acessar a PlayStore ou a Apple Store direto do seu celular, baixar e fazer seu cadastro.

-Publicidade-