Mãe conta que não divide a rotina com o parceiro e os filhos dele apesar de morarem na mesma casa

Shelley Huntey, de 38 anos, contou sobre a dinâmica familiar entre o casal, que vivem em cômodos diferentes sob o mesmo teto

Resumo da Notícia

  • Shelley Huntey, mãe de dois filhos de outro relacionamento, compartilhou no Tiktok a casa em que mora com o parceiro Peter
  • A mãe mostrou que Peter, que possui três filhos fora da sua relação com Huntey, tem quarto, banheiro, cozinha e salas separadas da parceira;
  • Huntey contou que as famílias tem rotinas diferentes.

A canadense Shelly Huntey, mãe de dois filhos de outro relacionamento, mora junto com o parceiro Peter Verge, que tem três filhos, também de uma relação anterior. Em vídeo do seu perfil no Tiktok, ela mostra a casa em que mora com Peter, que apesar de ser o mesmo imóvel, possui quartos, banheiros, cozinhas, salas de jantar e de estar separadas para cada família.

-Publicidade-

“Juntos, mas não misturados”, explica Shelley sobre a casa da família. No vídeo, ela mostra os cômodos separados, que possuem decorações bem diferentes. Em entrevista ao Buzzfeed, Shelley explica como o casal chegou neste acordo para viverem juntos, e ao mesmo tempo separados.

Huntey contou que havia acabado de se divorciar, e entre diversas mudanças que ela e os filhos fizeram, ela estava procurando um imóvel para morar a longo prazo com as crianças. “Nesse meio tempo, eu e Peter começamos a namorar e as coisas progrediram rápido”, falou a mãe.

Shelley disse que o casal "separadamente junto" em vídeo no Tiktok
Shelley disse que o casal “separadamente junto” em vídeo no Tiktok (Foto: Reprodução/Tiktok)

O casal não considerou a opção de morarem juntos com os filhos por não parecer sensato, tanto para a relação quanto para os filhos. Então, eles descobriram as casas duplicadas, modelo de residência muito comum no Canadá. “Quando encontrei esta casa, eu não conseguia acreditar o quão ideal ela era para as nossas vidas. Poderíamos estar perto um do outro, mas viveríamos nossas próprias rotinas”, disse.

No fim, Shelley explicou que a residência foi vantajosa para ambas as famílias, por gastarem menos dinheiro na compra e dividirem as contas. “Peter tem cômodos maiores, então ele paga mais que eu nas contas da casa. Eu pago 42% e ele 58%, e os dois acreditam que é um valor justo”, acrescentou.