Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet: “Vai me assombrar para sempre”

A mulher conheceu ele em um site de namoro e desabafou sobre o caso nas redes sociais

Resumo da Notícia

  • Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet
  • A mulher conheceu ele em um site de namoro
  • Ela desabafou sobre o caso nas redes sociais

Kamran Haider, de 39 anos, teve a filha, de 1 ano, morta por um homem que conheceu na internet. A mãe abriu o coração e desabafou sobre o caso nas redes sociais.

-Publicidade-

O homem foi condenado por assassinato infantil e já havia histórico de violência no passado. Além disso. ele já havia abusado dos filhos e da ex-namorada para “ensinar uma lição”.

Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet: "Vai me assombrar pra sempre"
Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet (Foto: Reprodução / Met Police)

“Eu nunca vou esquecer os eventos que levaram à sua morte enquanto eu viver. Eu me lembro vividamente das coisas que ela sofreu e aquele barulho que ela fez no último dia de sua vida vai me assombrar para sempre”, disse ela sobre o falecimento da filha.

“Há também outros efeitos mais óbvios desse crime terrível cometido contra minha filha. Coisas como eu nunca conseguirei vê-la crescer, ouvir sua primeira frase completa, ver seu primeiro dia na escola, sua primeira perda de dentes, sua primeira birra e todos os outros marcos lindos que uma mãe testemunha ao longo da vida de seus filhos”, continuou.

“Algo tão simples quanto trocar a fralda ou lavar a roupa é agora uma memória de partir o coração para mim e esses são apenas alguns dos impactos ao longo da vida desse crime que sou capaz de verbalizar”, acrescentou.

Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet
Mãe conta que teve a filha morta por namorado que conheceu na internet (Foto: Reprodução / Met Police)

“Há mais um milhão de coisas para as quais não consigo pensar em palavras, para poder realmente explicar os impactos imediatos e duradouros do assassinato da minha filha, não apenas para mim, mas também para o resto de sua família e nós teremos que conviver com essas coisas pelo resto de nossas vidas”, disse ela.