Mãe dá à luz trigêmeos 10 meses depois de ter gêmeos: “Foi um choque para mim”

A mulher não desconfiava da gravidez pois ainda estava amamentando os filhos gêmeos, de 10 meses

Imagina o susto! Mãe dá à luz trigêmeos apenas 10 meses depois de ter gêmeos

Resumo da Notícia

  • A mulher contou que não desconfiava da gravidez
  • Isso porque estava amamentando os filhos gêmeos
  • E ganhando os trigêmeos, ela se torna mãe de 8

Uma mulher deu à luz a trigêmeos, no Vale do Itajaí, 10 meses depois de ter se tornado mãe de gêmeos. O casal, Aline da Silva Costa, de 28 anos, e Elisandro Antunes, de 32, são de Criciúma, Santa Catarina, porém, foram encaminhados para o hospital Azambuja, inaugurado no último dia 28 de junho. pois não tinham vagas na neonatal da cidade.

-Publicidade-

O nascimento foi na última terça-feira, 12 de julho, e com isso, o casal passa a ter oito filhos. O mais inacreditável é que a gravidez dos trigêmeos, que nasceram de 33 semanas e seis dias, foi descoberta pelo casal com 22 semanas.

Aline disse que não desconfiava da gravidez, principalmente porque estava amamentando os gêmeos Vinicius e Vicente, de 10 meses. Quando ela começou a sentir desconfortos, foi atrás de um médico.

“O médico pediu alguns exames, entre eles o de urina, e não sinalizou gravidez. Foi então que eu pedi um ultrassom e apareceu. Para mim foi um choque, trigêmeos! Meu marido ficou todo faceiro”, contou a mãe dos gêmeos e trigêmeos.

A mulher agora é mãe de 8
A mulher agora é mãe de 8 (Foto: Hospital Azambuja/ Reprodução: G1)

Além disso, o casal tem três filhos, Jenifer, de 10 anos, Tales, de 8 anos, e Mariah, de 4. A mãe de 8 conta que passou por desafios na gravidez como diabetes gestacional e ficou internada em um hospital em Criciúma.

A família está recebendo doações de roupas para os trigêmeos. Quem quiser doar fraldas ou outros itens, podem levar encaminhar para o Hospital Azambuja no nome de Aline.

O hospital informou nesta quarta-feira, 13 de julho, que os bebês ainda não têm previsão para alta, porém, estão bem. No estado de Santa Catarina, a taxa de ocupação de UTIs pediátricas no SUS é de 97,46% segundo o painel de leitos da Secretaria de Estado da Saúde. Segundo Bruna Cristina Sgrott, coordenadora de enfermagem da UTI Neonatal, até terça-feira, 12 de julho, eram nove bebês internados na UTI Neonatal do Hospital.