Mãe dá à luz dentro do carro em estrada e pai da criança realiza o parto: “Nasceu nas minhas mãos”

Os pais, que moram em Praia Grande, no litoral de São Paulo, desejavam que o filho nascesse no Hospital São Lucas, em Santos. No entanto, como perceberam que não daria tempo de chegar à maternidade, pararam em meio à Rodovia dos Imigrantes para conseguirem realizar o parto do Théo

Resumo da Notícia

  • Uma mãe deu à luz dentro de Rodovia dos Imigrantes, localizada na altura de Cubatão, em São Paulo
  • Os pais da criança desejavam que o filho nascesse no Hospital São Lucas, em Santos
  • Como os responsáveis perceberam que não daria tempo chegar até a maternidade, eles pararam em meio à Rodovia dos Imigrantes para conseguirem realizar o parto do Théo

Conforme apuração do g1, uma mulher deu à luz dentro de um veículo, o qual foi estacionado na Rodovia dos Imigrantes, localizada na altura de Cubatão, em São Paulo – durante a amanhã da última segunda-feira, 13 de junho. Ainda de acordo com o portal jornalístico, o parto da gestante foi realizado pelo próprio pai do bebê. Em sequência, a equipe da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), prestaram os primeiros socorros e levaram a mãe e o recém-nascido de ambulância até o hospital.

-Publicidade-

O trabalho de parto da criança aconteceu próximo de uma base operacional da Ecovias, pela altura do quilômetro 62 da Rodovia, por volta das 10h30. Inicialmente, os pais de Théo, os quais moram em Praia Grande, no litoral de São Paulo – desejavam que o filho nascesse no Hospital São Lucas, em Santos, também município litorâneo de SP.

Enquanto o casal estava na estrada, eles perceberam que não chegariam a tempo da maternidade, sendo assim, mudaram os planos e pararam na estrada a fim de preparar o parto da criança.

Criança nasce dentro de carro
Gestante dá à luz em Rodovia dos Imigrantes (Foto: Reprodução / Ecovias)

Em entrevista concedida ao g1, o Rafael de Assis Moura Ribeiro, pai de Théo, disse: “Saímos de casa pois escorreu um líquido pelas pernas dela e achamos era a bolsa [que havia rompido]. Como fizemos acompanhamento nesse hospital [São Lucas], tínhamos como preferência. Estávamos no caminho, mas o bebê começou a ‘coroar’ [quando a parte superior da cabeça surge antes do nascimento]. Estacionamos o carro e ele nasceu nas minhas mãos. Quando vi a base, pensei: ‘Se tem base, tem ambulância'”.

Em complemento ao jornal, o patriarca agradeceu os funcionários da concessionária que ajudaram a família nos momentos pós-nascimento. “Foram muito profissionais, e mantiveram a privacidade da minha esposa. E [agradeço] a rápida ação da ambulância, que chegou em menos de 7 minutos com os socorristas. Eles [a mulher e o filho] foram de ambulância até o Hospital São Lucas, enquanto fui de carro acompanhando. Me passaram muita calma, profissionalismo e agilidade”, falou.

Após o nascimento do Théo, a família seguiu ao Hospital São Lucas. “Para ser sincero, a adrenalina ainda não diminuiu, a ficha ainda não caiu. Estamos olhando para ele, mas não ligamos o ‘um mais um’ ainda”, finalizou Rafael.