Mãe dá à luz durante coma e conhece filha 30 dias depois do parto: “Não me lembro de nada”

O reencontro emocionante aconteceu no dia 3 de agosto e agora as duas estão se recuperando para finalmente conseguirem ficar juntas em casa

Resumo da Notícia

  • Mãe dá à luz durante coma e conhece filha 30 dias depois do parto
  • O reencontro emocionante aconteceu no dia 3 de agosto
  • A mãe já recebeu alta do hospital
  • A filha ainda está se recuperando, com o estado de saúde evoluindo

Milena Brito Vilela estava grávida de 6 meses quando começou a ter os primeiros sintomas da covid-19. A dona de casa, então, foi fazer um teste para a doença, que voltou positivo. Logo em seguida, ela acabou precisando ser internada às pressas em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em Andradina, interior de SP.

-Publicidade-

Enquanto ainda estava em coma lutando contra a infecção, a mãe precisou passar por um parto de emergência. Milena, então, só descobriu que tinha dado à luz Helena Flora e que havia se tornado oficialmente mãe trinta dias depois do parto, quando acordou.

Mãe dá à luz durante coma e conhece filha 30 dias depois do parto (Foto: Getty Images)

“Não me lembro de nada. Acordei e achei que não tivesse mais a minha filha. Minha mãe falava que ela havia nascido, meu marido também falava, mas só fui acreditar quando a vi”, contou ela, em entrevista ao G1.

E o tão esperado encontro finalmente aconteceu! No dia 3 de agosto, a mãe e a filha finalmente se conheceram, com a ajuda de profissionais de um hospital particular em Catanduva, interior de SP. As duas precisaram ser transferidas para lá para continuarem os tratamentos.

“O coração bateu forte. Não vejo a hora de conseguir fazer as coisas sozinha, dela chorar e eu levantar para pegá-la, dar banho, amamentar. Eu quero fazer tudo por ela, tudo e muito mais”, comemorou a mãe, sobre o encontro.

Helena nasceu prematuramente, enquanto a mãe estava em coma, pesando apenas 900g. Por isso, também precisou de ajuda médica para se recuperar e ganhar o peso necessário. As enfermeiras do hospital comemoram cada evolução da garota, que também precisou ficar em coma. “Ela ficou intubada igual à mãe. Incrível, uma melhorava, e a outra também”, contou Dircélia Maria de Brito, mãe de Milena.

As duas finalmente conseguiram se reencontrar (Foto: divulgação Unimed Catanduva / G1)

Durante o período em que a filha e a neta ficaram internadas, Dircélia acompanhou tudo de longe e, inclusive, ajudou no tratamento, mandando áudios com frequência para as duas, mostrando que a família estava ali, torcendo por elas de longe.

Milena recebeu alta na última quinta-feira, 6 de agosto, mas Helena ainda precisa de mais um tempinho para se recuperar totalmente. Ela segue internada, mas já está com 1,200kg e respira com ajuda de aparelhos. Agora, enquanto a filha se recupera no hospital, a mãe luta contra as sequelas da covid-19 e do tempo internada em casa, para, em breve, as duas puderem finalmente estarem juntas e comemorar a vida.