Mãe dá à luz trigêmeos em gestação dupla após médico dizer que ela não poderia engravidar

Dee Michelle engravidou de gêmeos e, seis dias depois, engravidou novamente de um terceiro bebê! Entenda o caso raro

Resumo da Notícia

  • Dee Michelle e Antonio Livingston tiveram uma grande surpresa quando descobriram que estavam esperando trigêmeos!
  • A mulher engravidou de gêmeos e, seis dias depois, engravidou novamente de um terceiro bebê!
  • O caso raro é chamado de superfetação; entenda!

Dee Michelle e Antonio Livingston tiveram uma grande surpresa quando descobriram que estavam esperando trigêmeos. O motivo do espanto é que o casal ouviu um ano antes da gravidez, que não seriam capazes de ter filhos biológicos. E a surpresa maior: a mulher engravidou de gêmeos e, seis dias depois, engravidou novamente do terceiro bebê!

-Publicidade-
Após ouvir que não poderia ter filhos, casal dá à luz trigêmeos em gestação dupla (Foto: Reprodução / Instagram / @deeandtplusthree)

Dee foi informada por médicos que ela não poderia engravidar. Acontece que ela engravidou duas vezes em uma rara gestação dupla. “Meus médicos me disseram que eu não poderia ter filhos e que precisaria de cirurgia”, disse Dee ao WVTM. “Mas Deus disse o contrário e nos deu três bebês saudáveis”, completou.

No dia 18 de janeiro, Dee deu à luz três meninas: Amani, Amber e Dream. “Eu dei à luz três bebês perfeitos com 32 semanas e 1 dia de gestação. Foi um parto tranquilo e, o mais importante, os bebês são saudáveis. Tudo o que passei durante a minha gravidez valeu muito a pena quando olho para os meus bebês! Amani e Amber são idênticas e Dream é fraternal”, disse.

-Publicidade-

Superfetação dupla

A superfetação só pode ocorrer em algumas circunstâncias específicas: quando uma mulher tem um útero duplo ou se ovula várias vezes, e o segundo óvulo é fertilizado. No caso de Dee, ela engravidou e ao continuar ter relações sexuais desprotegidas num intervalo de 6 dias, ela engravidou novamente.

A segunda gravidez pode acontecer entre 1 e 4 semanas depois da primeira, mas os bebês devem nascer ao mesmo tempo, assim como gêmeos. “O médico disse que eu ovulei duas vezes e até mesmo a técnica de ultrassom ficou muito, muito chocada”, diz Dee Michelle. “Sempre que eu ia às minhas consultas, eles diziam ‘O bebê C é seis dias mais velho.’ E eu pensava ‘ah, isso é tão legal'”, completou a mãe.

Agora o casal se prepara para passar de dois para uma família de cinco. “Esta foi uma jornada longa e difícil, mas estamos muito felizes por ter acabado. Obrigado a todos que nos apoiaram e nos encorajaram durante esse tempo!”, finalizou, Dee.