Família

Mãe dá à luz trigêmeos quatro meses depois de gravidez ectópica: “Ainda me sentia grávida”

Os bebês nasceram com 26 semanas, ela não sabia que eles estavam lá

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Megan, Marie e Oliver nasceram com 26 semanas (Foto: Reprodução/Facebook Stacey Fletcher)

Stacey Fletcher foi surpreendida ao dar à luz trigêmeos quatro meses depois de fazer uma cirurgia para interromper uma gravidez ectópica. Ela foi ao médico e ele diagnosticou apenas que ela tinha um feto e que, esse estava se desenvolvendo entre as trompas. Se ela continuasse com a gestação, ela estaria correndo grandes riscos de vida.

A mãe contou em entrevista ao Mirror, que ela se sentia grávida, mesmo depois da cirurgia, mesmo não sabendo dos trigêmeos. “Quando a operação acabou eu ainda me sentia grávida, mas mal sabia eu que estava esperando trigêmeos.”

Stacey descobriu que estava grávida semanas depois da cirurgia, em um exame de rotina. E quatro meses depois, estava com os trigêmeos, Megan e Marie e Oliver, no colo. Os irmãos estavam “escondidos” no útero dela. A condição rara é conhecida como gravidez heterotópica.

Ela que já era mãe de um menino de sete anos, contou sobre a experiência de ter essa gestação. “Ninguém nunca ouviu falar de trigêmeos escondidos no útero. Parece que as chances são de um milhão para um. Não podemos acreditar na sorte que temos em tê-los”, disse na entrevista.

A mulher precisou passar por dois tratamentos para engravidar e depois de duas gestações, interrompidas, na mesma trompa, ela teve o tubo retirado. Duas semanas depois a última cirurgia, surpreendendo à todos, ela estava ligando para o marido, Damian, dizendo que estava grávida.

“Ela teve que explicar algumas vezes que os médicos não haviam descoberto quando fizeram os exames e a operação para remover a gravidez ectópica. Mas eles estavam se desenvolvendo no útero o tempo todo.”, contou Damian.

E para o desespero do casal, as gêmeas idênticas tinham um problema. “Megan estava consumindo toda a nutrição dos alimentos e ficando grande demais, enquanto Marie estava literalmente morrendo de fome.”, explicam os pais ao Mirror.

Por isso, ainda na 26ª semana ela precisou passar por uma cesárea de emergência. Os bebês nasceram muito frágeis, tiveram que ficar em encubadoras e passar por vários procedimentos. Mas felizmente, hoje, eles já estão em casa.

“A vida é incrivelmente agitada. Eu mal acabo de terminar de alimentar um bebê, depois outro já precisa de atenção. Mas toda vez que olhamos para nossa linda família, somos dominados pela felicidade.”, encerra Stacey. 

Leia também: 

Você já ouviu falar em gravidez ectópica?

9 famosas que sofreram abortos e falaram abertamente sobre o assunto

Sangramento na gravidez? Te ajudamos a saber quando é normal