Mãe de 8 filhos é criticada por receber auxílio por cada criança: “Viciada em gravidez”

Marie Buchan é conhecida na Inglaterra como ‘octomum’ que significa mãe de 8 e recentemente ela deu uma entrevista dizendo que não liga que as pessoas achem que ela só engravida para receber auxílio do governo

Resumo da Notícia

  • Mãe é criticada por ter filhos apenas para receber auxílio do governo
  • As pessoas insultam Marie dizendo que ela é preguiçosa por não trabalhar
  • A mãe disse que não se importa em receber comentários negativos

Marie Buchan mora na Inglaterra, e é mãe de 8 filhos, 7 meninas e 1 menino. Ela chegou às manchetes quando apareceu no programa do Channel 4, ‘Only Human’, em 2016. Uma cena desse episódio ressurgiu recentemente no TikTok onde ela diz: “Sou viciada em gravidez, sou viciada em parto e alimentação, sou viciada nisso. Acho que muita gente me vê como um lixo, na verdade. Preguiçosa, inútil, apenas produzindo bebês por dinheiro.”

-Publicidade-

A mãe vive de benefícios sociais e disse que é viciada em gravidez e não se importa que as pessoas a chamem de desprezível ou preguiçosa. Marie Buchan, que é conhecida como “Octomum”, e diz que não se importa que as pessoas pensem que ela só está tendo bebês por dinheiro.

Foi relatado que ela recebeu £ 500 em benefícios por semana, o que é cerca de £ 26.000 por ano. Os filhos de Marie têm entre seis e 18 anos e a mãe também apareceu no programa do Channel 5, ‘Benefits Britain: Life On The Dole’, onde afirmou que trabalhava 21 horas por dia cuidando dos filhos.

Marie é mãe de 8 meninas
Marie é mãe de 8 meninas (Foto: Reprodução/Mirror)

A mãe provocou indignação quando apareceu no ‘This Morning’ dizendo que a vida era melhor com benefícios e que ela gastaria o salário em um trabalho de mãe. No ano passado, ela economizou trabalhando em meio período para cobrir uma operação, em vez de recorrer aos benefícios.

No ano passado a mãe foi julgada pelas pessoas por viajar para a Espanha sozinha, ela disse que precisava de um descanso dos filhos, de quem teve que cuidar “a maior parte do ano”, pois as escolas foram fechadas devido à pandemia. Marie pegou Covid-19 em Janeiro e foi levada às pressas ao hospital, ela havia perdido o paladar e o olfato e começou a tossir, mas também vomitou e teve sangramento nasal. A mãe estava se isolando em casa, trancando-se no quarto enquanto os filhos cuidavam de si mesmos lá embaixo. Marie teve alta e foi trazida para casa menos de uma semana depois