Mãe de Alice compartilha fotos da própria infância e manda recado para outras famílias

Ela usou as redes sociais para falar sobre a importância de que todos estejam presente nas fotografias

Resumo da Notícia

  • Mãe de Alice compartilha fotos da própria infância e manda recado para outras famílias
  • Ela usou as redes sociais para falar sobre a importância de que todos estejam presente nas fotografias
  • Ela aproveitou a publicação para fazer um relato pessoal sobre o registro de imagens

Morgana Secco, a mãe da Alice, que tem encantado os internautas nas redes sociais com seus vídeos cheios de talentos, usou as redes sociais neste domingo, 7 de novembro, para falar um pouco sobre a importância dos registros em família.

-Publicidade-

A fotógrafa contou que, há um tempo atrás, estava na busca por fotos de família e percebeu que quase não tinha imagens com a mãe. Foi aí que decidiu que faria diferente com a filha, mas a correria da rotina acabou fazendo com que ela se esquecesse da promessa que fez a si mesma. No texto, ela também aproveitou para incentivar outras mães a guardar registros junto aos filhos.

Mãe de Alice compartilha fotos da própria infância e manda recado para outras famílias
Mãe de Alice compartilha fotos da própria infância e manda recado para outras famílias (Foto: reprodução Instagram)

“Em uma das minhas idas ao Brasil, antes de ser mãe mas já fotógrafa de família, peguei meus álbuns de fotos de bebê e prestei atenção neles e no que aquelas fotos me despertavam. Vi um monte de fotos minhas, Algumas em casa, outras em estúdio, a maioria delas sozinha, sem contexto. Dava pra ver bem como eu era, mas não muito mais que isso. Meus pais não tinham câmera então não eram tantas fotos assim”, começou ela, contando.

“Procurei um pouco mais e encontrei fotos em que meus pais apareciam comigo, em que aparecia a casa onde a gente morava ou a casa das minhas avós. Parei nelas, elas me diziam muito mais, me tocavam muito mais. Guardei essa informação para usar nos meus ensaios, para sempre lembrar que pais e mães são importantes. Que a casa é importante”, continuou, falando sobre a importância de capturar afetos nas imagens.

“Uns anos depois Alice nasceu e eu já sabia de tudo isso. Mas estava muito cansada e sem energia para pensar em aparecer em fotos. Passava o dia todo sozinha com ela, muitas vezes de pijama. Fazia mil fotos dela e eu quase não aparecia. Mesmo sabendo da importância de Eu aparecer, na correria dos dias eu não lembrava de colocar em prática”, confessou, sobre a correria da rotina.

“Uns meses depois vi uma das fotos que o @luizschiller fez lá nos primeiros dias, de pijama e cabelo bagunçado. E achei linda. Falei que ia tentar lembrar de aparecer mais. Sigo tentando e falhando. Semana passada estava mostrando alguns vídeos para Alice. E ela pediu para ver um dos poucos em que eu aparecia. Ela tá me lembrando do que venho esquecendo”, continuou.

“Então tô aqui para me lembrar e embrar vocês, mães, de não deixarem de aparecer nas fotos. Mesmo que você não goste de aparecer, que não se sinta bonita na hora da foto. Pense como um presente para os filhos de vocês e para vocês mesmas. Peça para alguém, use o timer, faça selfie, só não esqueça de aparecer. Não precisa postar, nem toda foto precisa de audiência”, finalizou ela, mandando um recado para outras mães. Veja a publicação clicando aqui.