Mãe de Bruno Gagliasso desabafa sobre ataques racistas sofridos por netos: “Inaceitável”

Os atos preconceituosos contra Titi e Bless ocorreram no último sábado, dia 30 de julho, em restaurante na Costa da Caparica

Resumo da Notícia

  • Titi e Bless sofrem racismo por mulher que estava em restaurante em Portugal
  • Giovanna Ewbank defende os filhos, rebatendo ataques racistas
  • Lucia Gagliasso, avó das crianças lamenta racismo sofrido pelos netos

Em publicação feita no Instagram, a mãe do ator Bruno Gagliasso se pronunciou sobre preconceito sofrido por seus netos, filhos de Bruno com a atriz Giovanna Ewbank, quando uma mulher começou a xingar as crianças e turistas angolanos que também estavam ali.

-Publicidade-

“É triste vermos, ainda, atitudes preconceituosas, que desrespeitam e ferem pessoas. É inaceitável permitir que um ataque como esse fique sem punição. É urgente que o racismo seja punido e, mais duramente, se direcionado a alguma criança” declarou Lucia Gagliasso.

Giovanna Ewbank com os filhos Titi, Bless e Zyan (Foto: reprodução/Instagram/@gioewbank)

Ela ainda completa e destaca: “Meus netos, meu filho, minha nora e toda a outra família que lá estava vivenciaram um triste momento e precisam de acolhimento, respeito e paz. Apesar da dor que estamos sentindo, espero que esse fato sirva para mudar pensamentos e educar corações”.

Entenda o caso

No último sábado, dia 30 de julho, o casal Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank estavam no restaurante Clássico Beach Club com os filhos, em Portugal, quando uma mulher branca começou a desferir ofensas racistas a Titi e Bless, que nasceram em Malawi. Para defendê-los, Giovanna deu dois tapas e cuspiu no rosto da mulher após notar os ataques. O vídeo divulgado nas redes sociais mostram a atriz discutindo com a mulher no momento do acontecido.

Giovanna Ewbank saiu em defesa dos filhos após ataque racista
Giovanna Ewbank saiu em defesa dos filhos após ataque racista (Foto: Reprodução/ Metrópoles/ Coluna Leo Dias)

Bruno Gagliasso chamou a polícia local e logo, a mulher com atitudes preconceituosas cujo o nome ainda não foi divulgado, foi levada pela polícia. Em entrevista para o Fantástico, Giovanna conta: “Foi a primeira vez que a minha filha me viu combatendo o racismo de frente, porque a gente fala muito sobre isso com eles, mas ela nunca tinha me visto combatendo de frente como foi feito. Ela ficou muito assustada. O Bless não percebeu muita coisa, porque ele estava brincando. Mas a Titi entendeu tudo”

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso falam sobre a agressão à mulher racista
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso falam sobre a agressão à mulher racista (Foto: Reprodução/G1)

Enfatizando a crueldade enraizada na sociedade, a atriz lamenta a situação pela qual os filhos tiveram que passar: “É muito cruel pensar que Titi e Bless, que têm 9 e 7 anos, já tem que ser fortes. Que eles já precisam ser preparados para combater o racismo, sendo que com 9 e 7 anos são duas crianças que teriam que estar vivendo sem pensar em absolutamente nada”.

Vote na Pais&Filhos para o Troféu Mulher Imprensa!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, está concorrendo ao prêmio da categoria Pertencimento e Inovação da 16ª edição do Troféu Mulher Imprensa! Para votar, é muito simples: CLIQUE AQUI e aperte o botão ao lado da foto da Andressa para que ele fique azul. Em seguida, preencha o campo com seus dados e vá até seu email: será preciso confirmar o seu voto clicando em um link. Depois disso, sucesso! Seu voto já foi contabilizado. Obrigada!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa (Foto: Divulgação/Pais&Filhos)

A mulher que foi detida chegou a chamar as crianças de “pretos imundos”, além de dizer diversas outras coisas, como por exemplo, “voltem para a África”, “Portugal não é o lugar para vocês, vão embora daqui”. O código penal português diz que quem “difamar, injuriar ou ameaçar pessoa ou grupo de pessoas por causa da sua raça” pode receber pena de seis meses a cinco anos.

Assista agora o POD&tudo com Marcos Piangers e Ana Cardoso!

Em um bate papo muito divertido, eles falam da estreia do filme “O Papai é Pop”, inspirado no best-seller de Piangers, interpretado por Lázaro Ramos e Paolla Oliveira, que estreia no próximo dia 11 de agosto.