Mãe de rapaz que matou a ex-mulher amarrou o filho com ajuda de parentes para entregá-lo à polícia

“Queven já agrediu Sarah em outras oportunidades, tendo ela sido hospitalizada e internada em razão das agressões”, afirma mãe do assassino

Resumo da Notícia

  • Sarah Jersey Nazareth Pereira, cabeleireira de 23 anos, é assassinada a tiros por ex-companheiro, Queven da Silva e Silva.
  • Mãe do rapaz, com receio de que ele fugisse, devido ao fato de resistir à prisão, amarra seus pés e mãos com a ajuda de outros parentes.
  • Queven foi pego em flagrante, estava drogado e alcoolizado.

A madrugada da terça-feira, 26 de julho, foi marcada por mais um caso de feminicídio, tendo como vítima Sarah Jersey Nazareth Pereira. A cabeleireira de 23 anos morava na Rua Tadeu Kosciusko com a mãe e os filhos, uma bebê de 2 meses e um menino de 4 anos, cujo pai era exatamente seu executor, e estava em casa com os filhos quando Queven da Silva e Silva, de 26 anos, invadiu o local e disparou várias vezes contra ela. 

-Publicidade-

Em declarações dadas ao GLOBO, a mãe de Queven conta como descobriu o que seu filho havia feito. Recebendo uma mensagem do outro filho às 5 horas, em que ele dizia saber de boatos de que o irmão havia feito algo muito ruim para Sarah, a mulher afirma ter tentado entrar em contato com o ex-companheiro da vítima diversas vezes, até que recebeu uma confissão do mesmo, onde ele cita uma traição, mesmo que eles já tivessem se separado.

Sarah Jersey Nazareth Pereira foi assassinada a tiros por ex-companheiro. Foto: (reprodução/Instagram)

A auxiliar de serviços gerais de 40 anos prestou depoimento na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), afirmando ter feito diversas tentativas de localizá-lo e quando finalmente o encontrou, notou que ele estava drogado e alcoolizado. Pego em flagrante, o executor que parecia ter aceitado a prisão de início, passou a resistir e foi então que a mãe decidiu amarrar os pés e mãos do homem, já que tinham receio de que ele fugisse.

Vote na Pais&Filhos para o Troféu Mulher Imprensa! 

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, está concorrendo ao prêmio da categoria Pertencimento e Inovação da 16ª edição do Troféu Mulher Imprensa! Para votar, é muito simples: CLIQUE AQUI e aperte o botão ao lado da foto da Andressa para que ele fique azul. Em seguida, preencha o campo com seus dados e vá até seu email: será preciso confirmar o seu voto clicando em um link. Depois disso, sucesso! Seu voto já foi contabilizado. Obrigada!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa (Foto: Divulgação/Pais&Filhos)

O ex-companheiro da vítima já possuía ligações com o crime organizado. Sarah já foi alvo da violência outras vezes. “Queven já agrediu Sarah em outras duas oportunidades, tendo ela sido hospitalizada e internada em razão das agressões” relata a mãe dele.

O enterro da cabeleireira aconteceu no Cemitério do Catumbi e o sepultamento foi acompanhado por parentes e amigos da jovem. Já o assassino passou por audiência de custódia na quinta-feira, 28 de julho, no Tribunal de Justiça do Rio.

Assista agora o POD&tudo com Marcos Piangers e Ana Cardoso!

Em um bate papo muito divertido, eles falam da estreia do filme “O Papai é Pop”, inspirado no best-seller de Piangers, interpretado por Lázaro Ramos e Paolla Oliveira, que estreia no próximo dia 11 de agosto.