Mãe denuncia lixo da rua após rato entrar em casa e morder o olho da filha

A criança de 3 anos estava dormindo quando foi atacada por um rato. O animal veio dos lixos encontrados próximos à residência da família

Resumo da Notícia

  • A menina de 3 anos foi mordida por um rato enquanto dormia
  • A mãe da criança saiu correndo para saber o motivo dos gritos da filha
  • O rato veio dos lixos próximos à residência familiar

A criança de apenas 3 se surpreendeu durante a madrugada, pois, enquanto dormia, foi atacada e mordida por um rato. O animal apareceu dentro da casa da menina de maneira repentina, durante este sábado, 19 de março. O caso aconteceu da quadra 308 de Santa Maria, localizada no Distrito Federal.

-Publicidade-

Segundo informações da família, a garota foi mordida na região dos olho e, após o acontecido, ele teve febre por vários dias seguidos. Mas, felizmente, ela foi hospitalizada e passa bem. A Cíntia D’arc Aquino Mota, mãe da criança, deu uma entrevista ao G1 e contou mais detalhes sobre o que aconteceu.

De acordo com a matriarca, ela ouviu os gritos de dor da filha e foi ao quarto para ver o que era. Em seguida, se deparou com uma grande quantidade de sangue pelo espaço. “Eu pensei que minha filha ia perder a visão. Mas Deus é fiel e ela não perdeu. Ela está fazendo um tratamento”, disse Cíntia, em entrevista concedida ao G1.

Criança leva mordida no olho após ser atacada por rato que veio dos lixos da rua (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

A mãe da criança falou que há um grande acúmulo de lixos pela região onde ela mora, fazendo com que atraia mais bichos e insetos indesejados. Ainda em relato, ela disse que já chegou a encontrar escorpiões próximo dos sacos de lixo.

“Uma ratazana atacou a minha filha por conta desse lixo. Na frente da escola e na frente da casa das pessoas. A gente tem que ter alguma providência sobre isso. Porque se aconteceu comigo, poderia acontecer com mais famílias”, diz

Ainda em depoimento ao G1, o médico Lucas Albanaz disse que os ratos são potenciais transmissores de doenças infecciosas, por isso, não se deve ter contato com nenhum animal desse. “E não só o contato direto com o rato, mas o contato com suas fezes, a urina ou com qualquer dejeto do rato, pode levar também ao desenvolvimentos de doenças”, concluiu.