Mãe desabafa após convidar 25 crianças para o aniversário da filha e apenas 8 aparecem

A mulher ficou triste depois de convidar a turma inteira da filha para festa de aniversário, mas nem a metade das pessoas compareceram

Resumo da Notícia

  • Uma mãe fez um desabafo após convidar 25 pessoas para festa da filha e apenas 8 comparecerem
  • A mulher disse que ficou triste pelos pais não terem confirmado a presença
  • O relato dividiu opiniões entre os pais na web

Uma mãe, que preferiu não ser identificada, ficou triste depois de convidar a turma inteira da filha para festa de aniversário, mas apenas 8 pessoas compareceram. Chateada e frustrada, ela desabafou nas redes sociais e falou sobre como estava ‘decepcionada’ com os pais por não se incomodarem em confirmar o convite.

-Publicidade-
Mãe faz desabafo após convidar 25 pessoas para festa da filha e apenas 8 comparecerem (Foto: Getty Images)

A mãe, de dois filhos, chegou a compartilhar uma foto do bolo com tema de unicórnio, dizendo que comprou grande para alimentar a turma de crianças que pensou que estariam chegando. “Apenas cerca de 10 pessoas confirmaram presença, e então apenas oito crianças apareceram. De 25”, disse de acordo com o The Sun.

A mãe continuou questionando os motivos dos outros pais para não comparecerem, explicando que a festa durou apenas uma hora e meia. “Estou decepcionada! Sinto-me muito desanimada e da próxima vez só convido alguns amigos íntimos, porque, honestamente, não vale a pena o esforço”, desabafou.

Parece que ela não é a única a se sentir incomodada por outras pessoas faltarem as festas, já que após divulgar o relato, outros pais se solidarizaram com ela. “Convidei toda a classe para um parque perto da escola para o aniversário da minha filha e apenas 10 pessoas confirmaram até agora”, escreveu uma.

“Isso é tão rude. Não é preciso muito para confirmar a presença”, disse outra mãe. “Fui representante das aulas dos meus filhos na escola e tentei organizar um dia de brincadeiras para as crianças e jantares para os pais e a maioria das pessoas nem se incomodou em responder”, relatou outra.

Embora alguns defendessem, outros pais tentaram explicar que explicar às vezes a vida familiar agitada ou os costumes sociais significa que é mais provável que eles não respondam – em vez de apenas serem rudes. “Trabalho em três empregos e sou uma mãe solteira, tento responder não às coisas, mas muitas vezes se meu cérebro processa ‘não, não consigo encaixar isso’, então esqueço imediatamente para realocar o espaço do meu cérebro… não intencionalmente indelicado”, pontuou uma mãe.