Mãe desabafa após demorar para descobrir doença rara do filho: “Matei os neurônios dele”

Ela contou que a condição genética rara, que acontece em um a cada 30 mil bebês, pode ser descoberta através do teste do pezinho

Resumo da Notícia

  • Mãe desabafa após descobrir doença do filho tarde demais
  • A condição pode ser descoberta no teste do pezinho
  • Ela afeta um a cada 30 mil bebês
  • Entenda mais sobre o que aconteceu

Larissa de Carvalho nunca mediu esforços com os cuidados para o filho, Theo. Tudo era feito com muito amor: da amamentação a introdução de papinhas e sopas. Mal sabia ela que toda essa alimentação, que estava fazendo com tanto carinho e cuidado, estava piorando a condição do filho e matando os neurônios do filho, dia após dia. Isso acontecia por que Theo nasceu com uma doença genética, Acidúria Glutárica, na qual o organismo não consegue absorver as proteínas ingeridas, o que vai matando os neurônios e causando sequelas irreversíveis, como problemas motores e cegueira.

-Publicidade-
Ela fez questão de participar de todo processo com muito amor e carinho (Foto: reprodução TV Globo)

A condição, que afeta um bebê em cada 30 mil, no entanto, foi descoberta tarde demais. Theo já tinha 1 ano e 10 meses quando a família recebeu o diagnóstico. Hoje, com 5 anos, o garoto é cadeirante. Tudo isso, no entanto, poderia ser evitado e a doença, tratada quando o garoto ainda era recém-nascido, já que a Acidúria Glutárica é detectada no teste do pezinho, e passível de tratamento.  O teste feito na rede pública de saúde, no entanto, não abrange a Acidúria Glutárica, assim como outras doenças.

“Quando descobri a doença, perguntei ao médico em que momento o Theo começou a perder os neurônios e ele foi enfático: no primeiro gole, no seu peito. Eu matei os neurônios do meu filho”, contou a mãe, em uma entrevista ao programa Encontro com Fátima Bernardes. “Descobri da pior maneira possível que o teste oferecido pelo SUS detecta apenas seis doenças e a do meu filho não estava entre elas. Eu não tive essa informação e todos nós temos o direito de saber, é uma cultura que precisa ser mudada entre os profissionais de saúde”, continuou, indignada.

-Publicidade-
Hoje ela quer ajudar outras mães que podem passar pelo mesmo (Foto: reprodução TV Globo)

Indignada com a atual situação e pensando em outras mães,  Larissa fez uma petição online para que o teste do pezinho do SUS seja ampliado, para detectar doenças como a de Theo. “Esse dia a dia do Theo até a descoberta da doença é muito vivo e doído para mim, mas sou otimista, enfrentei o ‘luto’ e dei conta de trabalhar isso. Vamos ser felizes com as nossas crianças e não apesar delas”, finalizou.

App Pais&Filhos

Tem novidade na área: o novo aplicativo Pais&Filhos Interativo! Agora você pode ler conteúdos exclusivos, feitos com muito carinho pela equipe da redação da Pais&Filhos com toda a credibilidade, comprometimento e bom humor de sempre, e ainda testar seus conhecimentos sobre os principais assuntos do universo da parentalidade.

Já que ninguém cria filho sozinho, a Pais&Filhos se enxerga como parte da sua rede de apoio e para isso, disponibilizamos no aplicativo informações de qualidade sobre todas as fases da vida da criança, seja você pai ou mãe, grávida, ou até mesmo se você ainda for tentante.

Além disso, a plataforma ainda oferece quizz de perguntas e respostas para você testar seus conhecimentos sobre os mais diversos assuntos deste universo. Ao fazer o teste, você acumula pontos, e de quebra pode trocar por prêmios.

O Pais&Filhos interativo está disponível para iOS e Android, basta acessar a PlayStore ou a Apple Store direto do seu celular, baixar e fazer seu cadastro.

-Publicidade-