Mãe descobre câncer de pele após fazer procedimento estético: “Não sabia da gravidade”

Paris Tippett fazia bronzeamento artificial desde os 18 anos e recentemente descobriu que estava com melanoma em estágio dois

Resumo da Notícia

  • Paris Tippet fazia bronzeamento artificial usando espreguiçadeiras desde os 18 anos
  • A mãe descobriu que estava com câncer de pele e ficou desesperada
  • Agora Paris aconselha as pessoas a não utilizarem esse método

Paris Tippett, 25, descobriu que estava com câncer de pele após realizar um procedimento estético. A mãe da pequena Saskia Brown, 3, fazia sessões de bronzeamento artificial usando uma espreguiçadeira desde os 18 anos, e nunca achou que algum dia isso poderia causar algum tipo de problema.

-Publicidade-

Paris descobriu uma verruga nova na canela, ela achou estranho pois nunca tinha visto antes, ela em um clínico geral que a encaminhou para um especialista em pele, foi então que precisou retirar um pedaço da verruga para realizar uma biópsia. O resultado foi de um melanoma em estágio dois, a mãe ficou desesperada e a primeira coisa que perguntou foi: “Isso terminal?”

“A dermatologista do hospital me examinou da cabeça aos pés e disse que era o único que parecia um pouco diferente, mas ela não preocupada, mas disse que, como era novo e eu não me sentia confortável com ele, poderia ser removido se eu quisesse. Eu conheço meu corpo e tive essa sensação e sabia que algo simplesmente não estava certo.”, contou Paris ao Mirror.

A verruga era pequena porém maligna
A verruga era pequena porém maligna (Foto: Reprodução/Mirror)

Aterrorizada com o diagnóstico de ‘assassino silencioso’, a mãe que mora em Berkshire, na Inglaterra , parou de usar espreguiçadeiras. Agora, aliviada por ter tudo limpo, ela está compartilhando a mensagem de que usá-las ‘não vale a pena’. “Às vezes, quando me sentia um pouco deprimida no passado, fico com TAS (transtorno afetivo sazonal) e isso me fez sentir que estava ajudando. Quando o médico me disse que era melanoma, um melanoma maldoso, eu só fiquei sentada fora de mim e comecei a chorar”, disse Paris.

Após o diagnóstico de choque, Paris foi submetida a uma segunda cirurgia três semanas depois, em 24 de agosto. Durante o procedimento, os gânglios linfáticos foram removidos e uma seção maior de tecido foi retirada para garantir que não se espalhasse mais, até mesmo descendo até o osso da canela.

Paris e a filha Saskia
Paris e a filha Saskia (Foto: Reprodução/Mirror)

Agora, Paris fará check-ups regulares com o dermatologista e cirurgião e prometeu nunca mais usar espreguiçadeiras de bronzeamento artificial , e está incentivando outros a fazerem o mesmo. Ela acrescentou: “Não consegui acreditar que as espreguiçadeiras pudessem fazer isso. Nunca mais vou usar uma, não vale a pena. O problema com o melanoma é que você não sabe que o tem, é um assassino silencioso. Não aparece necessariamente em uma verruga, pode ser um pedaço de pele, um pedaço de pele irregular…

“Essa verruga provavelmente ficou no meu corpo por apenas seis meses e eu tive que passar pelo que eu passei e isso foi realmente uma sorte. Considerando que, se estivesse lá há anos, poderia ter se espalhado para os meus pulmões, poderia ter entrado no meu sangue, você simplesmente não sabe. Estou muito grata por ter ouvido meu corpo e retirado.”, finalizou Paris.