Mãe descobre que ingênua coceira nas costas era um grave câncer de pele

Gill Liiv-Rochester descobriu um câncer de pele após sentir coceiras incomuns pela região de suas costas. Quem alertou sobre o possível perigo foi a sua filha de 13 anos, a Emme

Resumo da Notícia

  • A Gill Liiv-Rochester descobriu dois melanomas malignos graves e agressivos
  • A desconfiança de ser algo grave partiu da filha, que ficou preocupada com a coceira constante nas costas da mãe
  • Agora, Gill  faz tratamento médico e disse que pertente conscientizar mais pessoas sobre o câncer de pele

A Gill Liiv-Rochester, mãe de dois filhos, começou a sentir uma coceira inesperada pela região das costas. No entanto, ela não imaginava que poderia ser algo grave. A mulher de 36 anos, moradora do Condado de Durham, na Inglaterra, decidiu ignorar o possível problema. Porém, a Emme, sua filha de 13 anos, começou a ficar bem preocupada com a “alergia” da mãe. Após muita insistência da menina, a mãe decidiu marcar uma consulta médica.

-Publicidade-

Enfim em contato com um profissional, ela descobriu dois melanomas malignos graves e agressivos. “Olhando para trás agora, não percebi o quão exausta estava e minha pele estava realmente seca. Eu pensei que não seria nada ou algo muito pequeno. Quando fui aos médicos, eles perguntaram há quanto tempo eu tinha a verruga no ombro, mas eu não fazia ideia de que tinha uma lá”, disse Gill ao portal jornalístico The Mirror.

A mãe foi ao médico por conta da preocupação da filha (Foto: Reprodução/The Mirror)

Com a descoberta, a vida da Gill  virou de cabeça para baixo e, na semana seguinte, ela já estava em uma sala de operações. Graças a preocupação e afeto da filha, a mãe conseguiu descobrir o diagnóstico do câncer de pele. “Com câncer de pele, muitas pessoas pensam que não é tão grave e você apenas remove e pronto, mas não é nada disso. Ainda estou me recuperando de outra biópsia que fiz, mas estou chegando lá”, afirmou.

Após o grande susto, Gill disse que pretende aumentar a conscientização do câncer de pele, sobretudo, os perigos da descoberta tardia. “As pessoas me perguntam se devem fazer exames e eu sempre digo para apenas fazer. Pode não ser nada, mas pode ser alguma coisa”, finalizou.

5 tipos mais comuns do câncer

Você sabia que 4 de fevereiro, é o Dia Mundial do Câncer? Como forma de conscientizar sobre a doença, a data vem com o intuito de orientar e incentivar a importância dos exames de rotina para as famílias. Segundo o Instituto Nacional do Câncer,  para o ano de 2021 foram estimados 66.280 casos novos, o que representa uma taxa ajustada de incidência de 43,74 casos por 100 mil mulheres.

Ainda de acordo com o Instituto, os pais comuns são: os de mama, próstata, cólon e reto, pulmão e estômago. O risco pode ser ampliado devido o estilo de vida como, por exemplo, o sedentarismo, má alimentação e também o tabagismo, além de causas hereditárias, devido a herança genética familiar.

Segundo o Ministério da Saúde, é o nome dado para o conjunto com mais de 100 doenças que possuem o crescimento desordenado de células, invadindo tecidos e órgãos. Como dividem-se rapidamente, elas podem ser bastante agressivas e incontroláveis, originando a formação de tumores, que podem se espalhar para outras partes do corpo. Leia a matéria completa aqui.