Mãe do menino que morreu ao cair de toboágua cobra por mais segurança do parque aquático

A empresa lamentou o acidente e afirmou estar dando suporte à família. O caso aconteceu em Caldas Novas, Goiás

Resumo da Notícia

  • Menino morreu após cair de toboágua com 15 metros de altura
  • A empresa lamentou o caso
  • Mãe da criança cobrou por mais segurança no local

Davi Lucas, de 8 anos, morreu em uma queda de 15 metros em um toboágua no parque aquático de Caldas Novas, no Sul de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima entrou em uma área que estava em manutenção e não resistiu ao cair de uma altura grande. As informações são do G1.

-Publicidade-

De acordo com O Grupo DiRoma, local em que o acidente ocorreu, afirmou que está dando suporte necessário para a família e lamentou o ocorrido. Confira a nota abaixo:

“O Grupo DiRoma vem publicamente lamentar e prestar profunda solidariedade à família da criança que tragicamente se acidentou nas dependências do nosso complexo. A área em que ocorreu o acidente estava completamente fechada com tapume e devidamente sinalizada para reforma e melhorias”.

Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático
Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático (Foto: Reprodução/G1)

No entanto, Jaqueline Rosa, mãe do menino, contou que só havia uma fita para interditar o brinquedo. Ela estava preparando a mamadeira para o filho mais novo, portanto os filhos estavam com o pai. Davi havia pedido para ir ao banheiro, e por conhecer o local e saber nadar, o pai autorizou.

“Ele era uma criança de 8 anos. Só tinha uma fitinha [interditando o brinquedo]. Como não tinha ninguém lá?”, questionou ela, cobrando mais segurança da empresa.

Atendimento médico

O acidente aconteceu por volta das 15h em um toboágua chamado “Vulcão”. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também ajudou no resgate da vítima. Segundo nota divulgada pela prefeitura da cidade, a criança sofreu várias lesões e um traumatismo craniano seguido de afogamento.

O menino foi atendido por um guarda-vidas e levado pelo Samu para o Hospital Municipal de Caldas Novas. O garoto estava em estado grave e chegou a ser entubado. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para transferir ele via helicóptero, mas o menino sofreu uma parada cardíaca e a equipe teve que retornar.

De acordo com a prefeitura, a criança era de Conselheiro Lafaiete (MG) e estava a passeio com familiares. A morte foi confirmada pela equipe médica às 19h, e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal da cidade. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.