Mãe e bebê de apenas 3 meses são encontrados mortos em um apartamento em Santa Catarina

Outro filho de Jéssica Mayara Ballock, de 1 ano e 10 meses, está desaparecido. O principal suspeito do crime é o companheiro da vítima e pai das crianças

Resumo da Notícia

  • Mãe e bebê de apenas 3 meses são encontrados mortos em um apartamento em Santa Catarina
  • Outro filho de Jéssica Mayara Ballock, de 1 ano e 10 meses, está desaparecido
  • O principal suspeito do crime é o companheiro da vítima e pai das crianças

Uma jovem de 23 anos e o filho dela, de apenas 3 meses, foram encontrados mortos em um apartamento localizado em Blumenau, no Vale do Itajaí. Conforme apuração jornalística do g1, a Polícia Civil aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) referente aos corpos. Além disso, o delegado relatou que as duas vítimas tinham ferimentos na garganta. Uma faca com sangue também foi encontrada no imóvel e foi apreendida. O caso aconteceu nesta segunda-feira, 25 de julho. Já nesta terça-feira, 26 de julho, ocorrem o velório e o sepultamento.

-Publicidade-

O velório ocorre desde às 23h30 de segunda-feira. O sepultamento está marcado para ser realizado às 16h dessa terça. A princípio, a principal suspeita é de que a Jéssica Mayara Ballock e o filho, o Théo Pereira, tenham sido assassinados pelo companheiro da mulher e pai do bebê. No entanto, o casal tem outro filho, de 1 ano e 10 meses, que está desaparecido.

Ainda de acordo com o jornal, o suspeito em questão tem passagens pela polícia, e ele ainda não foi localizado e há indícios de que eles esteja com a outra criança. O homem e a Jéssica estavam juntos em um relacionamento há cerca de quatro anos, informou a Polícia Civil.

Mãe e filho são mortos em apartamento
O principal suspeito pelo crime é o companheiro de Jéssica Mayara Ballock (Foto: Reprodução / Redes sociais)

Segundo aponta o portal jornalístico, o delegado responsável pelo caso, Ronnie Esteves, disse que a polícia soube da morte da mãe e do bebê às 10h da última segunda-feira. “A Polícia Civil não descarta nenhuma linha de investigação, mas essa é a mais forte. A família estava reunida na casa do pai da Jessica no sábado. Ficaram lá o dia inteiro, foram embora à noite (…) A gente está coletando algumas outras informações. Os familiares também serão ouvidos. É um momento difícil, então a gente espera, nos próximos dias, começar a ouvir testemunhas para que a gente possa entender a motivação e definir a autoria”, afirmou o delegado.

“A gente precisa agora documentar essa prova testemunhal, ouvir familiares para entender se foi uma situação ali, um episódio aleatório, uma discussão de momento ou se não, se o casal já tinha brigas passadas. Mas isso tudo a gente vai apurar no bojo desse inquérito policial é chegar o quanto antes na autoria desse crime”, finalizou.

Também ao g1, uma amiga da vítima que não prefere ser identificada, contou um pouco mais do relacionamento de Jéssica com o companheiro. Em relato, explicou que o homem fazia com que as amigas da jovem se afastassem dela. “O marido dela tentava afastar a gente a todo custo. Tentamos de tudo para afastá-lo, mas ela amava ele e escolheu, por diversas vezes, dar outra chance. Ao que [ela] dizia para a gente, ele não era agressivo com eles”.

POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos

Assista agora o POD&tudo com Marcos Piangers e Ana Cardoso! Em um bate papo muito divertido, eles falam da estreia do filme “O Papai é Pop”, inspirado no best-seller de Piangers, interpretado por Lázaro Ramos e Paolla Oliveira, que estreia no próximo dia 11 de agosto.