Mãe e filha são atacadas por enxame de abelhas em Minas Gerais

As duas mulheres foram surpreendidas por um enxame de abelhas. Ambas precisaram ser medicadas por conta das múltiplas picadas dos insetos

Resumo da Notícia

  • Mãe e filha foram atacadas por um enxame de abelhas
  • Os insetos invadiram a residência da família
  • Um dos cachorros que morava com as mulheres, faleceu em decorrência das picadas de abelha

Nesta sexta-feira, 15 de abril, mãe e filha foram atacadas por um enxame de abelhas. A mulher de 87 anos e a filha de 62 anos, foram surpreendidas pela grande quantidade de insetos vindo em sua direção. O caso aconteceu na residência da família, que fica localizada em Patos de Minas.

-Publicidade-

De acordo com o jornal Estado de Minas, o Corpo de Bombeiros chegou ao local em torno de 16h30. Como medida para evitar um novo ataque de abelhas, os bombeiros  decidiram então, acabar com o enxame. Felizmente, nenhum vizinho ou agente de segurança que estava ao redor da casa, foi atingido pelos insetos.

Enxame de abelhas invade casa
Mãe e filha precisaram ser hospitalizadas após o ataque (Foto: Reprodução/Estado de Minas/Corpo de Bombeiros)

Em seguida da situação ter sido completamente controlada, a mãe e a filha foram atendidas e medicadas, em decorrência das diversas ferroadas que levaram. Uma delas, que não foi identificada pelo noticiário – tem bronquite asmática e precisou ser urgentemente levado aos hospital.

Junto das mulheres, viviam mais quatro cachorros na casa. Os animais foram localizados, no entanto, um deles foi encontrado morto debaixo de uma cama – possivelmente devido aos ferimentos das picadas das abelhas.

Outro caso de enxame de abelhas 

Em 17 de fevereiro de 2022, um enxame de abelhas assustou uma mulher ao invadir o apartamento em que moram, em Criciúma, Santa Catarina. Raquel Pieri, a primeira a se deparar com a cena falou sobre o assunto.

“Cheguei em casa, tipo umas 19h. Fiz um café, normal, não tinha vindo nada. Quando eu fui ao banheiro, eu vi uma abelha no banheiro. Foi a hora que eu comecei a acender as luzes da casa”, lembrou durante entrevista ao G1. Leia a matéria completa aqui.