Mãe e pai também namoram! Tiveram filho e a relação esfriou? Entenda por que isso acontece

Fazer sexo, além de ajudar na autoestima, controla a ansiedade, melhora o humor e aumenta a produção de anticorpos

Resumo da Notícia

  • Cuidar de bebes e crianças dá trabalho, é cansativo e demanda muito tempo. Mas, estamos aqui para lembrar que os desejos dos casais não devem ser deixados de lado
  • Tem uma rede de apoio é fundamental para ajudar no relacionamento saudável do casal
  • E na gravidez: em condições fisiológicas e de uma gestação saudável tanto para mãe quanto para o bebê, o sexo vai fazer muito bem

Hoje é o Dia dos Namorados, e se você está grávida ou já tem filhos e está pensando que a comemoração foi por água baixo, está enganado.

-Publicidade-

Ainda na gravidez é comum o relacionamento do casal se transformar. Seja por medo, indisposição ou até mesmo desconhecimento da situação. Será que fazer sexo prejudica a gestação? Acelera o parto normal? Machuca o bebê?Segundo Evandro Silva, ginecologista obstetra, pai de Camila, Arthur, Lucas, Gustavo e Clarissa, muitas vezes, a mulher tem sua libido aumentada na gestação, mas esse desejo é freado pelo medo e muitas vezes pela falta de orientação.

A mulher pode ter aumento da libido gestação (Foto: Freepik)

Ele explica ainda que com o passar da gestação, existe uma necessidade de adaptação do casal por questões apenas do desconforto da mãe em relação ao tamanho da barriga, mas reforça: “ Não há necessidade de mudança na rotina sexual ”.

Depois que nasceu ficamos tão cansados que só queremos dormir!

Já ouviu essa frase? Se seu relacionamento esfriou com a chegada do filho, calma, isso não aconteceu só com vocês. Sabemos que cuidar de bebes e crianças dá trabalho, é cansativo e demanda muito tempo. Mas, estamos aqui para lembrar que os desejos dos casais não devem ser deixados de lado.

Tatiane de Sá Manduca, mãe de Mateus e psicóloga clínica, explica que a transição de um relacionamento composto por duas pessoas para o que aumenta para três (ou mais), é um grande desafio para o casal, e nesse sentido, talvez seja preciso reinventar a relação.

Na vida temos diversos papéis sociais: profissional, mãe, pai, filho, cliente, amigo e temos que respeitar cada um deles, inclusive os papéis de homem e de mulher. “O desejo pode se alterar e em algumas situações chegar até a recusa. Por isso, o diálogo sobre frequência, tempo e posições para o sexo podem ajudar para uma vida sexual prazerosa. Lembrando que o ato sexual vai muito além da penetração”, conta Manduca.

O ato sexual vai muito além da penetração (Foto: Getty Image)

Em alguns casos, para a mulher – especialmente para as mães solo – separar esses papéis sociais é ainda mais difícil. De acordo com a ginecologista e sexóloga Shanna Oliveira, a sexualidade feminina depende muito do psicológico. “O prazer feminino vai além do contato físico, começa ainda no cérebro, através dos vários neurotransmissores.  Admiração, parceria e respeito, são os principais elementos para se chegar ao orgasmo, explica a médica.

Não tenha medo de pedir ajuda!

Para aliviar tudo isso, contar com uma rede de apoio é fundamental.  Se tiver essa possibilidade aproveite a data para pedir um “vale night” neste Dia dos Namorados. Porém, se isso não for possível, coloquem as crianças para dormir mais cedo e criem um clima bacana dentro e casa.

A nutricionista, Daniela Zurin, dá algumas dicas de alimentos afrodisíacos que podem ajudar a apimentar a relação.

  • Canela – estudos publicados no International Brazilian Journal of Urology, mostram os efeitos significativos da canela no desempenho sexual. A especiaria é rica em compostos que ajuda a impedir o estreitamento dos vasos sanguíneos, beneficiando a circulação. E é fonte de manganês, um mineral essencial à saúde sexual, que influencia os níveis de testosterona.
  • Cravo-da-índia: esse ingrediente também tem sido apontado como potente no aumento da libido, principalmente nos homens. Segundo uma pesquisa publicada pela Revista Virtual de Química, que analisou os aspectos químicos e biológicos do cravo-da-índia, a atividade afrodisíaca pode estar relacionada à existência de compostos fenólicos e esteroides, substâncias que foram observadas por meio de estudos fitoquímicos do seu extrato.
  • Gengibre: Um estudo publicado pelo International Journal of Molecular Science, indicou que as raízes do gengibre contêm grandes quantidades de manganês, que podem melhorar a produção de testosterona, o que justifica seus efeitos afrodisíacos.
  • Alecrim: conhecido por sua ação relaxante nos músculos, a planta ajuda também no aumento do fluxo sanguíneo estimulando o cérebro e o corpo, além de favorecer a produção de neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar.  Outra característica importante é o aroma também considerado estimulador do apetite sexual.

Além destes ingredientes naturais usar a criatividade é uma boa forma de retomar essa relação. Aproveitem!