Mãe é presa suspeita de acobertar o marido investigado por estuprar a filha dela

Segundo a Polícia Civil, a mulher viu o momento em que o padrasto estuprou a criança, de apenas 12 anos, e mesmo assim, não denunciou

Resumo da Notícia

  • Em Goiás, uma menina de 12 anos foi estuprada pelo padrasto
  • A mãe mentiu para acobertar o marido
  • Ela foi presa temporariamente, mas o homem continua foragido

Em Abadia de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia, uma mãe, de 39 anos, foi presa suspeita por acobertar o marido, que está sendo investigado por estuprar a filha dela, de 12 anos. Segundo a Polícia Civil, a menina estava em casa sozinha com o padrasto, e quando a mãe voltou do trabalho, viu a criança sendo estuprada, e mesmo assim, não acionou as autoridades.

-Publicidade-
Ela foi presa em Abadia de Goiás (Foto: Reprodução Polícia Civil)
Ela foi presa em Abadia de Goiás (Foto: Reprodução Polícia Civil)

Em depoimento aos policias, a mulher disse que não viu nenhum abuso. Contudo, a Polícia Civil destacou que de acordo com depoimentos de testemunhas e provas colhidas durante a investigação, ficou claro que a mãe estava mentindo para acobertar o marido.

Na quarta-feira, dia 8 de junho, o mandado de prisão temporária de 30 dias da mãe foi cumprido por policiais da Delegacia de Polícia de Abadia de Goiás. Enquanto isso, o padrasto da menina ainda se encontra foragido da Justiça.

Se condenado, o homem poderá pegar de 8 a 15 anos de prisão por estupro de vulnerável. A mulher, também pode ser indiciada pelo mesmo crime, por ter a obrigação de denunciar o abuso. O nome da vítima, do agressor, e da cúmplice, não foram divulgados.