Mãe é questionada sobre paternidade dos filhos e dá a melhor resposta

Megan Nettles, mãe de sete crianças conta como é doloroso receber perguntas frequentes sobre a paternidade dos filhos

Resumo da Notícia

  • Mãe de sete crianças conta como é desagradável perguntas sobre paternidade dos filhos
  • Família dá resposta surpreendente quando questionados sobre adoção
  • Megan conta que questionar o lugar das crianças, intencionalmente ou não, não está certo

Megan Nettles, mãe de sete crianças, é frequentemente questionada pela paternidade de seus filhos e em reportagem para o site The Sun, ela explicou a situação. Megan conta que seu primeiro filho tinha nascido fazia pouco tempo quando recebeu a ligação de uma amiga, perguntando se ela aceitaria adotar um garoto, rapidamente, ela perguntou ao marido, que sem hesitação falou “Claro! Quando podemos conhecê-lo”.

-Publicidade-

Seis meses depois da ligação, Megan e seu esposo estavam adotando oficialmente Cooper e ao mesmo tempo, a mãe estava gravida de quatro meses de sua filha. O garoto, que estava fazendo acompanhamento com terapeutas logo se recuperou e segundo sua mãe, é um milagre ambulante.

Megan conta sobre como é doloroso ser questionada sobre paternidade dos filhos
Megan conta sobre como é doloroso ser questionada sobre paternidade dos filhos (FOTO: Reprodução / Arquivo pessoal Megan Nettles / The Sun)

A família continuou aumentando e em pouco tempo depois, mais quatro crianças nasceram e outra foi adotada. A mãe conta que frequentemente recebe perguntas se Cole e Cooper são gêmeos, e quando descobriam que um era adotado, perguntavam quem era. Ainda conta que quando as crianças eram questionadas sobre a adoção, os filhos falavam que todos eram adotados, já que tratam o tema com honra, o que acabava confundindo as pessoas.

Ela ainda confessa que é doloroso as pessoas questionando a paternidade dos filhos, e que frequentemente ouve perguntas como: “Então, esses são seus filhos de verdade e ele é o adotado?”, conta. “Essas crianças são minhas crianças e alguém questionar o lugar delas, intencionalmente ou não, não está certo”, afirma a mãe.