Mãe escolhe nomes para filhos gêmeos sem consentimento do pai e explica motivo: “Ele não merece”

Uma mulher se abriu sobre sua decisão de nomear seus gêmeos recém-nascidos sem a participação do pai. Ele não esteve muito por perto durante a gravidez, e ela não sente que ele tem o direito de ficar irritado

Resumo da Notícia

  • Uma mulher fez um desabafo no fórum do Reddit
  • A mãe de gêmeos contou que o pai nunca foi presente mesmo durante a gravidez
  • A mulher escolheu os nomes dos bebês sozinha mas o ex-parceiro não gostou da decisão

Nomear um bebê pode ser uma decisão um pouco complicada, especialmente se houver dois pais com ideias drasticamente diferentes sobre como seus filhos devem ser chamados. No entanto, existem algumas circunstâncias em que os nomes dos bebês podem se tornar um tópico particularmente difícil, especialmente se um dos pais não estiver se comportando de maneira justa ou razoável.

-Publicidade-

Uma mãe de primeira viagem afirmou ter se encontrado em uma situação difícil depois de dar à luz gêmeos. O pai deles decidiu “se levantar e ir embora” quando ela estava com cerca de 14 semanas de gravidez e não mostrou nenhum entusiasmo em se tornar pai durante a gravidez. O “contato mínimo” que a dupla teve durante a gravidez centrou-se principalmente em tópicos como a guarda, com o pai lutando por 0% de guarda. Isso significa que ele terá direitos de visitas e nada mais.

A mãe confusa ficou surpresa quando ele reagiu com raiva quando ela escolheu os nomes dos bebês sem ele e dando-lhes seu sobrenome – tendo assumido que ele simplesmente não se importaria. Levando para o Reddit, a mãe farta revelou que a última vez que ela falou com seu ex-parceiro foi três dias antes de sua cesariana planejada.

Ela disse que ele estava ciente da data e do local, mas optou por não visitá-la e nunca veio ver seus dois filhos durante as duas semanas que passaram na unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN). Ele nem sequer enviou uma mensagem para verificar como eles estavam.

A mãe colocou o nome nos gêmeos sozinha mas o pai não gostou na decisão
A mãe colocou o nome nos gêmeos sozinha mas o pai não gostou na decisão (Foto: Getty Images)

Ela escreveu: “Obviamente, você precisa nomear seus filhos e acabei escolhendo-os eu mesma, já que não tínhamos chegado a esse estágio. Também dei a eles meu sobrenome, já que serei eu a fazer compromissos, e criá-los. De sua falta de interesse durante toda a gravidez, eu não acho que ele se importou”.

Três semanas após o nascimento, a usuária anônima finalmente conseguiu levar seus bebês para casa. Foi nesse momento que o pai apareceu, perguntando quais nomes ela havia escolhido. Ela ficou muito surpresa com a resposta dele. De acordo com a mãe: “Ele disse que eles não se parecem com seus nomes e os nomes são ruins‘. Ele então pronunciou de forma errada, mas eu o corrigi e disse que eles pegaram meu sobrenome. Ele ficou revoltado e tornou a situação tensa.”

“Ele exigiu que eu mudasse os nomes deles, eu disse que não. Ele me disse para combinar nossos sobrenomes, eu disse que não. Eu disse a ele que um pai que luta por 0% da custódia de seus filhos não mostra muita preocupação ou se importa com esse filho, especialmente porque não há razões físicas/mentais para não poder ser pai”.

Ela continuou: “Ele me disse que eu era irracional e desequilibrada, eu disse a ele que pagar pensão alimentícia era o mínimo e se ele queria escolher os nomes, ele deveria ter aparecido/ligado quando eles nasceram e não esperado três semanas para perguntar quais eram os nomes de seus próprios filhos.”.

Outros usuários do Reddit foram rápidos em garantir à mãe que ela não havia feito nada de errado, com uma pessoa afirmando: “Uma vez que ele decidiu que não se envolveria, ele perdeu qualquer direito de se envolver em quaisquer decisões sobre seus filhos”.

Outro escreveu: “Ele insistiu em ter filhos, você estava grávida de gêmeos, ele terminou com você por mensagem de texto, não se envolveu durante a gravidez, não esteve presente quando você deu à luz, lutou para não ter a guarda e aparece três semanas depois que as crianças nascem para exigir que eles tenham o sobrenome dele? Sem comentários.”