Mãe escreve recados inusitados em lancheira de seus filhos

Ela usou as redes sociais para compartilhar seus lanches exclusivos que trazem recados um tanto diferentes para seus filhos

(Foto: iStock)
(Foto: iStock)

A preparação da lancheira das crianças pode ser muito apressada para os pais, mas uma mãe da Califórnia descobriu uma maneira engraçada de fazer com que ela e seus filhos se divertissem no processo.

Whitney Cicero, criadora de vídeos no The New Stepford, tem uma filha de 14 anos e um filho de 12 anos. Isso significa que ela costuma dizer para eles desligarem seus telefones, dormirem mais cedo e pararem de jogar Fortnite: recomendações usuais e palavras de sabedoria que a maioria dos pais de adolescentes repetem uma vez ou outra. Whitney se inspirou e começou a escrever essas frases nas lancheiras de seus filhos. Sua filha recomendou que ela tirasse fotos das sacolas e postasse no Instagram.

Algumas sacolas  com mensagens de Whitney para seus filhos são dignas de risosElas trazem frases como: “vista uma jaqueta”, “Você precisa cortar o cabelo”, “Saia do celular”, “Arrume seu quarto”, “Vá dormir mais cedo” e “Mal posso esperar pra você dirigir também”.

(Foto: Reprodução / Instagram @thenewstepford)
“Vista uma jaqueta”,”Você precisa cortar o cabelo”, “Saia do celular”, “Arrume seu quarto”, “Vá dormir mais cedo”, “Mal posso esperar pra você dirigir também” foram alguns dos recados escritos nas sacolas. (Foto: Reprodução / Instagram @thenewstepford)

Whitney disse em entrevista sobre a grande mensagem por trás de suas lancheiras: “É primordial ter humor com seus filhos. Nós brincamos sobre tudo – sexo, política, seus corpos – eu não quero que eles pensem que qualquer coisa é um tabu. O humor é uma ótima maneira de ter conversas significativas e ajuda a romper a tensão de coisas que podem ser meio estranhas. E, se não tivermos um senso de humor na criação dos filhos, nós literalmente enlouqueceremos”.

Leia também:

Deborah Secco causa polêmica ao dizer que vai fazer aniversário vegano para a filha.

A importância de um ritual do sono para o bebê.

Aos 7 anos menina com condição rara escreve livro para ensinar sobre respeito.