Mãe faz alerta após filha ficar paralisada ao cair de cama-elástica

De acordo com o que foi dito, a menina estava brincando sem supervisão, caiu e acabou se acidentando. Atualmente ela está em um hospital e segue comemorando cada pequena vitória

Resumo da Notícia

  • Mãe faz alerta após filha ficar paralisada ao cair de cama-elástica
  • Ela contou que a menina estava brincando sem supervisão
  • Ela fez vários relatos para alertar outros pais
  • Veja o que aconteceu

Uma mãe da Pensilvânia, Estados Unidos, decidiu fazer um alerta para outros pais depois que a filha de 13 anos ficou paralisada do peito para baixo após uma queda enquanto pulava em uma cama elástica. De acordo com o que a mãe, Pam Surano, disse ao programa de televisão norte-americano Today, a menina, que Mary descreveu como “extremamente atlética”, estava pulando e dando cambalhotas no brinquedo sem a supervisão quando caiu e se acidentou.

-Publicidade-
Ela estava brincando sem supervisão (Foto: Getty Images)

“Para ser honesto, ela provavelmente estava fazendo tudo que os pais alertam seus filhos para não fazerem sozinhos”, disse Surano ao jornal Tribune-Review, observando que a cama elástica tinha uma rede de segurança para evitar que Mary caísse no chão. A garota achou que não tivesse se acidentado seriamente, mas conforme as horas passavam, a dor só piorava, até que ela percebeu que não estava conseguindo se movimentar.

Foi aí que o pai decidiu levá-la ao hospital, onde foi colocada em uma cadeira de rodas e logo perdeu a capacidade de se sentar sozinha. A mãe contou que os médicos fizeram uma tomografia computadorizada e ressonância magnética na garota, que não encontraram nada fora do comum. Depois de alguns exames adicionais, no entanto, os médicos descobriram que um na região que controla as pernas e pés.

-Publicidade-
Mãe faz alerta após filha ficar paralisada ao cair de cama-elástica (Foto: reprodução Pinterest / People)

Mary passou seis dias na UTI do Hospital Infantil UPMC de Pittsburgh, e agora está em um hospital de reabilitação, como mostrou o jornal People. A menina permanece  paralisada do meio do peito para baixo e não se moveu desde o acidente, embora não esteja claro se sua paralisia será permanente. “Se você tocar sua coxa, perna ou pés, ela pode sentir que você os toca”, disse Surano. “É uma grande vitória, e nós vamos comemorá-la”.

Enquanto a garota se recupera, a mãe está fazendo relatos em vários jornais norte-americanos, para alertar outros pais sobre os riscos da cama elástica. “Não quero apontar o dedo ou culpar ninguém, mas alertar outros pais sobre os riscos dessa brincadeira”, explicou.

-Publicidade-