Mãe faz desabafo doloroso sobre rotina e obrigações nas redes sociais

Bridgette Anne já não estava mas aguentando tanta responsabilidade em cima dos próprios ombros e ainda mais tendo que lidar com tudo sozinha por não trabalhar fora de casa para cuidar da filha de 1 anos

Resumo da Notícia

  • Mãe que precisa lidar com toso serviço de casa e da educação da filha de 1 ano faz desabafo
  • Ela explica como a rotina dela não é simples como muitas pessoas julgam ser
  • A história dela fez muito sucesso nas redes sociais mesmo que algumas pessoas tenham criticado a atitude dela
Essa é a filha dela, Riley, de 1 anos(Foto: reprodução/ Facebook)

Bridgette Anne, do Minnesota, Estados Unidos, fez um desabafo doloroso no Facebook. Ela precisa todos os dias trabalhar em casa para cuidar da filha Riley, de 1 ano, só que está comprometendo a saúde mental dela. Ela sente que ser mãe em casa é “solitária e avassaladora”.

-Publicidade-

“Todo mundo pensa que ficar em casa, mãe, em período integral é fácil: que temos sorte de poder não ter que trabalhar, que somos preguiçosos, que não é um trabalho ‘real’, por isso não temos do que reclamar”.

“Mas a verdade é solitária e avassaladora. Você não pode fazer nada sozinho; vá ao banheiro, desfrute de uma xícara de café, leia: * Você não pode nem esfregar a palavrão pela terceira vez em um dia sem alguém chorando ou gritando na sua perna”, continuou escrevendo.

-Publicidade-

Você não descansa a menos que eles estejam dormindo; que mesmo assim você usa esse tempo para limpar. Você luta para encontrar maneiras de entreter alguém literalmente 12 horas por dia, todos os dias. Você usa as mesmas roupas que cheiram a suor e lágrimas por dias seguidos, porque ela já está manchada e não adianta estragar mais roupas”, desabafou.

“Você esquece o que significa ou parece ser um indivíduo; porque toda a sua existência agora gira em torno dessa criança. Você olha para as mães que trabalham e fica com ciúmes porque gostaria de ter uma desculpa para ter uma conversa adulta sem ser interrompida”.

“Você se tranca no banheiro e grita em uma toalha enquanto chora porque precisa de um segundo para respirar; enquanto uma criança bate na porta para entrar. Deixe que isso afunde, a maioria de nós nem tem o luxo de chorar e ficar frustrada em paz e quando quebramos as pessoas questionamos; ‘como o que você tem que chorar sobre você fica em casa o dia todo’. As pessoas que disseram que estariam lá para ajudar praticamente desapareceram, e você ficou com esse sentimento avassalador de fracasso”.

Ela foi um pouco julgada nas redes sociais (Foto: reprodução/ Facebook)

“Minha casa não está limpa, não estou limpa, a louça não está lavada, já gritei hoje, chorei e me senti tão culpada que meu filho estava aqui para testemunhá-la. Mas estou sozinha”. Depois do desabafo, ela percebeu que as pessoas estavam reagindo negativamente ao post, como se fosse algo ruim.

Ela disse ao Today que “ainda está mostrando o estigma que envolve as mães que ficam em casa e como não devemos reclamar”.

“Acho que muitas pessoas, não apenas mães que ficam em casa, mas pais de todas as formas e tamanhos, se relacionaram com isso porque em um mundo de mídia social, espera-se que mostre apenas as grandes partes da vida. Como sociedade, esquecemos que também existem partes ruins e dias ruins, especialmente quando se trata de ser mãe”.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

    -Publicidade-