Mãe faz ensaio fotográfico do filho recém-nascido com ferramentas de trabalho do avô que faleceu 10 dias antes do parto

Em entrevista exclusiva para a PAIS&FILHOS, uma mãe conta sobre o sonho do pai que já partiu em ter um neto menino.

Resumo da Notícia

  • Jéssica Benitez deu à luz ao filho 10 dias após o pai falecer
  • O sonho de Juvenal, avô do recém nascido Caetano, era ter um menino na família
  • A filha prometeu mantê-lo vivo na memória de suas crianças

Caetano sempre foi uma criança muito amada pelo avô, mesmo sem nem ter sido carregado pelos braços do familiar. O pai da jornalista Jéssica Benitez, dona da página do Instagram “E eu nem queria ser mãe” (@eeunemqueriasermae), contou com exclusividade para a Pais&Filhos sobre a perda daquele que a criou e sobre como a memória dele se manterá eternamente viva entre os netos que nunca conheceu.

-Publicidade-

Às 7h35 da manhã, do dia 17 de setembro de 2021, chegou ao mundo Caetano, fruto do relacionamento de Jéssica com Cleber Gellio, o segundo filho do casal que já tem Maria Cecília, de 16 meses. “Foi impossível não pensar no quanto o vovô ficaria feliz com sua chegada. Chorei, choramos”, escreveu a jornalista em uma das mais de 80 publicações que faz na página que gerencia, abordando principalmente temáticas sobre a maternidade como ela de fato é. Para conferir a publicação completa abaixo, clique aqui.

Registro do parto de Jéssica, 10 dias após o pai falecer vítima de câncer
Registro do parto de Jéssica, 10 dias após o pai falecer vítima de câncer (Foto: Reprodução @eeunemqueriasermae)

O pai de Jéssica, Juvenal, sempre teve o sonho de ter um menino na família. “(…) mas veio minha irmã e eu. Depois veio as netas. Duas da minha irmã e uma minha”, contou ela. Em dezembro do ano passado, a escritora engravidou novamente e para surpresa de todos e do pai, que chorou de alegria com a notícia, finalmente seria o menino que sempre desejou.

Porém, Juvenal estava lutando há quase 3 anos contra um câncer de laringe que o fez retirar em 2019 o tumor junto com as cordas vocais, impossibilitando que se comunicasse novamente com a família. Apesar de ter feito traqueostomia permanente, sessões de quimio e radioterapia “Por ironia do destino o câncer voltou, e à medida que minha gravidez avançava, meu pai piorava. No dia 7 de setembro, quando completei 39 semanas de gestação, ele não resistiu e partiu”, relatou Jéssica em entrevista exclusiva para a nossa equipe.

Após 10 dias do ocorrido, o filho da jornalista com Clebber Gellio nasceu. A fim de homenagear o pai que nunca conseguiu segurar nos braços o neto, Jéssica e o esposo, que trabalha como fotógrafo, decidiram fazer um ensaio newborn com temática de pedreiro, profissão do ente querido. “Fizemos tudo em casa, no quarto que era do meu pai. Usamos suas ferramentas e algumas de brinquedo também”, compartilhou a mãe de Caetano. Para conferir as outras fotos do book, clique aqui.

Caetano posando em ensaio homenageando a profissão do avô
Caetano posando em ensaio homenageando a profissão do avô (Foto: Reprodução Instagram @eeunemqueriasermae)

“Mas, conforme prometi ao meu pai na última vez que o vi com vida, meus filhos jamais vão se esquecer dele. Enquanto eu respirar, vou mantê-lo vivo na memória das crianças e esta é a primeira forma de eternizá-lo: nosso ensaio com o tema Caê Construtor, já que esta era a profissão do vovô da qual a gente se orgulha muito.”, escreveu Jéssica Benitez na publicação. E prosseguiu: “Te amamos paizinho, espero que goste das fotos, pegamos emprestado suas ferramentas e seu quarto rapidinho, tá? Já, já devolvemos… Ahh e obrigada por ajudar a construir a obra mais bonita dessa vida: nossa família.”