Mãe perde a guarda do filho após psicólogo dizer que ela afetou de propósito a relação dele com o pai

O menino tinha oito anos e já tinha pensamentos negativos em relação ao pai

O menino tem apenas oito anos / Imagem ilustrativa (Foto: Getty Images)

Uma mãe britânica perdeu a guarda do filho e está gerando polêmica por causa disso. O juiz decidiu que ela não seria mais responsável pela criança de 8 anos porque ela estaria cometendo alienação parental. Os pais do menino já brigavam pela guarda dele há anos.

-Publicidade-

Segundo o jornal britânico Daily Mail a mãe falava mal do pai do menino para ele, constantemente e a criança foi analisada por um psicólogo durante todo o processo. O psicólogo afirmou que o garoto tinha muitos pensamentos ruins e negativos em relação ao pai por conta da alienação.

O caso aconteceu em Londres e foi julgado por Lloyd North, que entregou  aguarda do menino para o pai da criança, que não teve o nome revelado. O juiz decidiu que o relacionamento dele com o pai melhoraria se eles morassem juntos e se a mãe visse o filho em visitas.

-Publicidade-

A mãe que perdeu a gurda, acusada de alienação parental, tentou recorrer, mas não conseguiu ter o apelo aceito pelo juri britânico.

Leia também: 

O buraco é mais embaixo: OMS classifica a alienação parental como doença 

Alienação parental: o que é?

Com a separação dos pais, como fica a guarda da criança 

-Publicidade-