Família

Mãe perde carteira de motorista por dirigir 1 semana após cesárea e a justificativa é emocionante

O caso ocorreu em Sydney na Austrália

Maria Luiza Cardone

Maria Luiza Cardone ,Filha de Carla e Luiz

(Foto: Getty Images)

Uma situação muito desagradável aconteceu em Sydney, Austrália, e repercutiu na internet nas últimas semanas. Uma mãe perdeu a carteira de motorista por dirigir uma semana após a cesárea. Ela relatou que seu bebê nasceu prematuro no dia 6 de setembro e está internado na UTI neonatal.

A mulher passou pelo seu ginecologista obstetra para pedir uma autorização para que ela pudesse dirigir. Tudo isso porque ela é mãe solteira e precisava de uma forma de ir ver o filho no hospital, que ficava localizado a 8 quilômetros de distância da casa da família.

Assim, o médico a proibiu de dirigir e ainda acrescentou que se ela tentasse dirigir iria denunciá-la ao departamento de trânsito local. Não acreditada da ameaça do doutor, a mãe começou a dirigir na tentativa de ver o filho. Dias depois, ela teve a sua carteira suspendida.

“Eu passei por um estresse enorme só de pensar que meu bebê poderia precisar de mim e eu não teria como chegar até ele! Se algo acontecesse no meio da noite com meu filho, eu não teria como ir até o hospital! Eu estava bem e podia dirigir, eu jamais colocaria minha vida em risco se não sentisse que estava capaz de dirigir”, desabafou a mãe.

Leia também:

Mãe desabafa após contrair infecção grave na cicatriz da cesárea: “Poderia ter morrido”

Grávida pode dirigir?

Juiz perdoa pai de 96 anos por dirigir em alta velocidade para levar o filho ao médico e vídeo viraliza

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: