Mãe que achava estar entrando na menopausa descobre gravidez aos 47 anos

Olivia Buxton acreditou que estava “muito velha” para engravidar até que levou um susto – aos 47 anos, em plena pandemia, ela estava esperando por mais um bebê!

Resumo da Notícia

  • Olivia Buxton acreditou que estava entrando na menopausa mas se surpreendeu com uma gravidez
  • Ela descobriu que estava esperando mais um filho aos 47 anos
  • Ela e o marido escutaram de vários amigos que eles estavam "muito velhos" para terem um bebê

Olivia Buxton, de 47 anos, levou o maior susto de sua vida após um teste de gravidez dar positivo enquanto ela estava na menopausa. Até aquele momento, ela não acreditava que conceber um filho naturalmente naquela idade fosse possível, então o choque ao ver as duas listras no teste foi muito grande.

-Publicidade-

“Achei que eu não precisava mais me preocupar com anticoncepcionais depois que eu fiz 40 anos. Usava preservativo na maior parte das minhas relações”. Em conversa ao The Sun, ela contou que no início de 2020 ela estava começando a entrar na menopausa e isso diminuiu ainda mais as preocupações dela em relação a ter mais filhos.

A história da gravidez surpresa começa depois que a pandemia começou e foi decretado lockdown. Em maio, Olivia começou a se sentir cansada mas imaginou que fosse o fato de estar dentro de casa em um contexto globalmente estressante. Mas a menstruação dela atrasou duas semanas e ela descobriu que estava esperando por mais um filho.

A mãe acreditou que estava entrando na menopausa, mas se surpreendeu com uma gravidez
A mãe acreditou que estava entrando na menopausa, mas se surpreendeu com uma gravidez (Foto: Reprodução The Sun)

Olivia e o marido, Perry, estão juntos desde 2016 e já têm filhos de outros casamentos, por isso uma nova criança no meio da família não estava nos planos. Olivia também sofreu com perdas gestacionais que a deixaram com um pé atrás em relação a ter mais um filho.

Após realizar exames e comprovar que ela estava de fato grávida, Olivia ficou aliviada por saber que o bebê estava bem e saudável. Ele nasceria em janeiro de 2021, quando ela estivesse com 48 anos. “Fiquei preocupada porque li que há um risco maior de desenvolver hipertensão e diabetes em mães mais velhas, mas exames de sangue e check-ups regulares mostraram que eu estava bem”.

Apesar de alguns enjoos, a gravidez de Olivia foi tranquila. “Calculamos que, quando eu completar 60 anos, Jude estará deixando o ensino fundamental e Perry terá mais de 70”. Ela teve que ser internada somente quando estava com 37 semanas, após o Natal, quando foi contaminada pela covid-19.

Nesse momento, descobriram que Jude estava com pouco líquido amniótico ao redor dele, além de estar com baixo peso. Então, em 22 de janeiro, após seis horas de trabalho de parto, Olivia conheceu seu filho caçula. O bebê precisou ficar sete dias no hospital, mas depois se recuperou e pôde voltar para casa com a família. Apesar da história ter terminado bem, não é todo mundo que vê a situação com bons olhos.

“Antes de Jude chegar, alguns amigos e familiares nos disseram que éramos muito velhos para sermos pais de novo. E não há como negar que somos velhos. Tenho a impressão de que as pessoas acham que têm direito a uma opinião sobre nossa empresa só porque sou uma mãe mais velha”, desabafou. Mesmo com as críticas, a família está muito feliz com a chegada do novo membro.