Mãe que entregou filha para adoção conta como ainda participa da vida dela

Marlys descobriu que estava grávida com 15 anos e decidiu que seria melhor para ela e o bebê que fosse entregue para adoção

Resumo da Notícia

  • Marlys descobriu que estava grávida com 15 anos
  • A mãe decidiu colocar a filha na adoção pelo bem das duas
  • Hoje em dia felizmente Marlys estabeleceu uma boa relação com a família adotiva da filha e pode vê-la toda semana

Marlys Monet descobriu que estava grávida aos 15 anos, na época ela ficou desesperada e não sabia o que fazer. Com o auxílio dos pais ela decidiu que seria melhor para ela e para a bebê que fosse entregue para a adoção, felizmente até hoje ela mantém contato com a filha Merrin Alexis.

-Publicidade-

Nos primeiros meses de gestação, Marlys estava em negação e esperava que o bebê “simplesmente desaparecesse”. A princípio, ela continuou com a rotina normalmente e não contou para ninguém que estava grávida. Porém a partir do sétimo mês os pais perceberam que ela estava esperando um bebê. Marlys os encontrou em casa, esperando por ela com o resultado do teste de gravidez. Em pânico, ela se fechou no quarto e chorou.

A mãe e a filha ainda mantém contato mesmo após a adoção
A mãe e a filha ainda mantém contato mesmo após a adoção (Foto: Reprodução/Instagram @marlysmonet)

Após se recompor Marlys saiu do quarto e foi recebida com carinho dos pais, que disseram que a apoiariam durante toda a gravidez e que o melhor seria contratar um serviço de adoção. Com a ajuda de um conselheiro, eles encontraram uma família ideal. A bebê nasceu no dia 10 de janeiro de 2004 e a mãe biológica pôde ficar com ela por apenas 3 dias até a família ir buscar Merrin. A mãe foi deixada em prantos após a adoção.

Marlys estabeleceu uma boa relação com a família adotiva e pode acompanhar de perto o crescimento da pequena. Apesar de ficar feliz por poder participar da vida da filha, a mãe biológica também passou por situações difíceis. “Houve momentos que quebraram meu coração. Ouvi-la chamar sua mãe adotiva de ‘mãe’ pela primeira vez e saber que, quando ela precisava, buscava conforto primeiro na mãe adotiva era doloroso”, desabafou.

Depois de alguns anos Marlys se casou e teve 3 filhos, e hoje todos se conhecem e possuem uma boa relação com a família. A mãe e a filha se vêem toda semana e agora Marlys está mais aliviada com a situação e não se arrepende de ter colocado a filha na adoção: “Hoje, ela me chama de mamãe e me procura quando precisa de conselho ou apenas alguém para conversar. É maravilhoso”, concluiu Marlys.

Marlys teve outras 3 filhas depois de Merrin
Marlys teve outras 3 filhas depois de Merrin (Foto: Reprodução/Instagram @marlysmonet)