Mãe reencontra filhas que ficaram 7 dias desaparecidas na mata em vídeo emocionante

Júlia e Isabella ficaram uma semana desaparecidas após terem ido em um matagal com a avó, em Goianápolis, Goiás

Resumo da Notícia

  • Duas crianças ficaram 7 dias desaparecidas com a avó em um mata
  • O caso aconteceu em Goianápolis, Goiás
  • Segundo a família essa não é a primeira vez que a idosa desaparece

Duas meninas ficaram 7 dias desaparecidas na mata com a avó em Goianápolis, Goiás. Lorraine Soares reencontrou as filhas, Júlia, 6, e Isabella, 11, na manhã da última quarta-feira.  Ainda não há nada confirmado sobre o que realmente aconteceu, e a Polícia Civil investiga.

-Publicidade-

As crianças contaram às autoridades que passaram 6 noites em uma cabana improvisada no meio da mata. Acredita-se que a avó teve um surto e caminhou com as crianças em direção ao matagal. A Polícia Militar acredita que a avó mantinha as crianças próximas ao riacho ao dizer para elas que existia na região de Goianápolis um “Bicho do Mato” que poderia fazer mal a elas.

“A mulher estava muito debilitada, mas a criança mais velha nos relatou que não saía do local por conta do “Pai do Mato”, relatou o sargento Luiz, da PM de Goiás, que as encontrou na região. Elas foram encaminhadas para o hospital com anemia e desidratação, mas estão bem.

A mãe reencontrou as filhas desaparecidas depois de uma semana
A mãe reencontrou as filhas desaparecidas depois de uma semana (Foto: Reprodução/Instagram)

“Eu queria pedir que quem viu mesmo de longe, aproxima, são duas crianças, ajudem a gente a encontrá-las, é o pedido de uma mãe, quem tá me assistindo que é mãe, quem não é, tem uma mãe, me ajuda encontrar minha mãe e minhas filhas”, pediu Lorraine Soares, que passou uma semana desesperada atrás de sua família.

Com o sumiço das três, Francisco (pai das meninas) pediu acesso aos vídeos de uma câmera de segurança em um comércio nas proximidades de Goianápolis, que fica a cerca de 25 km de Anápolis, onde elas moram. A gravação obtida ocorreu horas depois do desaparecimento e era o último registro das três. Infelizmente, essa não é a primeira vez que a avó das meninas desaparece: no final do ano passado, ela teve uma crise depressiva e sumiu por vários dias.