Mãe reencontra os filhos após ficar isolada por coronavírus e o vídeo é de cortar o coração

Eliene Scaglioni, de 39 anos foi diagnosticada com covid-19 após chegar de viagem com a família e precisou ficar em isolamento na própria casa

Resumo da Notícia

  • Eliene Scaglioni, de 39 anos foi diagnosticada com coronavírus e passou 14 dias isoladas em sua casa
  • Eliene contraiu o novo coronavírus dias após chegar de viagem com a família de Santa Catarina e São Paulo
  • A mãe conta como foi a experiência de ficar distante dos seus 4 filhos durante o isolamento
(Foto: Reprodução/ Instagram @elienescaglioni)

Na manhã de sábado, 28 de março, a professora Eliene Scaglioni, de 39 anos, pôde sair do isolamento pela primeira vez após testar positivo para covid-19. A moradora de Londrina, no Paraná, saiu do quarto onde ficou 14 dias isolada, para reencontrar o marido e os quatro filhos.

-Publicidade-

A mãe contraiu o novo coronavírus dias após chegar de viagem com a família de Santa Catarina e São Paulo. Depois do retorno, sentiu os primeiros sintomas, mas o diagnóstico inicial apontou para dengue. Fez mais dois testes para a dengue que deram negativo, e passou a ser tratada como paciente com suspeita de coronavírus.

Eliene conta como foi difícil o isolamento desde o início. “As filhas menores batiam na porta do quarto chorando e me chamavam. Eu não podia fazer nada e aquilo me cortava o coração, pois uma porta separava a gente. Ligava para meus filhos maiores e via o medo no olhar deles”, relembrou.

-Publicidade-

Assim que saiu do quarto, a professora viu as filhas gêmeas de 1 ano a estranharem um pouco por causa do período de afastamento. Logo depois, no entanto, a dupla deu o tão esperado abraço em Eliene, junto de Pedro Henrique, de 9 anos, e Ana Beatriz, de 16 anos.

A mãe conta que é “sem explicação” a condição de estar na mesma casa que a família e não poder vê-la pessoalmente em razão do isolamento durante o tratamento, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde. “Estar na mesma casa, mas sem ver e tocar é muito difícil”, disse ela para a UOL Universa.

“Nunca tive um momento tão difícil na minha vida como este de estar trancada dentro de um quarto, sem poder ver meu marido, beijar e tocar nos meus filhos”, comentou Eliene. “Era uma sensação de impotência. A saudade de abraçar meus filhos e meu marido e não poder pegá-los me colocou em uma situação que mostra que não somos nada”, afirmou.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-