Mãe se desespera ao reconhecer corpo do filho morto na Ucrânia: “Meu menino”

Lyudmila ficou transtornada ao reconhecer o corpo do filho dentro de uma vala perto da cidade de Buzova, na Ucrânia, os soldados não deixaram ela chegar perto por segurança

Resumo da Notícia

  • Uma mãe se desesperou ao reconhecer o corpo do filho morto em uma vala
  • O jovem de 23 anos estava coberto de lama na cidade de Buzova, na Ucrânia
  • Lyudmila implorou aos soldados para que ela pudesse ver o filho uma última vez

Uma mulher se desesperou ao reconhecer o corpo do filho morto dentro de uma vala, perto da cidade de Buzova, na Ucrânia. Lyudmila ficou ajoelhada no chão pedindo aos soldados para que ela pudesse ver o menino de 23 anos uma última vez. “Deixe-me apenas vê-lo por um momento”, implorou a mulher enquanto outra tenta segurá-la. “Meu menino”, murmurou.

-Publicidade-

O corpo de Evgueni, que foi descoberto ao lado de outro homem, estava deformado pela água, coberto de lama e escondido por um colchão do exército. A mãe Lyudmila o reconheceu pelos sapatos. “Eu não vou sair daqui”, ela repetiu, agarrando-se aos escombros ao seu redor.

A mulher se desesperou ao reconhecer o corpo do filho morto na Ucrânia
A mulher se desesperou ao reconhecer o corpo do filho morto na Ucrânia (Foto: Reprodução/ZOHRA BENSEMRA/REUTERS)

A polícia de Buzova especula que o homem foi morto no posto de combustível após um ataque de militares da Rússia. Depois de limpar a vala com um caminhão-cisterna, a polícia isolou o local e um homem entrou na cavidade. Com a ajuda de uma corda branca, cada corpo é extraído. O do filho de Lyudmila é o mais leve, mas são necessários nove homens para tirá-lo do lugar.

Quando o corpo de Evgueni é totalmente retirado do buraco, a mãe Lyudmila se joga em direção a ele. “Deixe-me ver”, implora. “Quero vê-lo”. Desta vez, são necessários quatro homens para segurá-la. A Ucrânia disse que, desde o início da retirada de tropas russas na região de Kiev, já foram descobertos 1,2 mil corpos.