Família

Mãe se encontra na fotografia após o nascimento dos filhos e cria o próprio negócio

"É o que me move e me deixa realizada"

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Gabriela Santana criou o Retrato Diário após o nascimento dos filhos (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

O nascimento de um filho pode nos fazer enxergar o mundo de outra forma e descobrir novos sonhos. Esse foi o caso de Gabriela Santana, uma das participantes do Projeto Nascer de Novo, nossa parceria com a Brascol para valorizar o empreendedorismo materno. A mãe do João Pedro e do Francisco se encontrou na fotografia. Conheça essa história:

“Sempre trabalhei em empresas voltadas ao mercado imobiliário, uma loucura, sem horário para nada, com uma demanda sempre absurda, até que em 2011, depois de passar por problemas pessoais e me encontrar depressiva, conheci a fotografia.

Fiz cursos, workshops, comprei minha primeira câmera, comecei a fotografar e me salvei em cada retrato que fazia. Passou um período e como a fotografia ainda não era uma renda fixa, voltei para o mercado de trabalho. Esse emprego tomou conta do meu tempo e ela acabou ficando em segundo plano.

Em 2014, recebi o maior susto da vida, estava grávida! A vida virou do avesso, mas tinha certeza que voltaria a trabalhar após a licença maternidade. Quando eu peguei o João no colo, como num passe de mágica, tudo mudou e mais uma vez eu fui salva.

Com 3 meses de licença, fui até a empresa fazer meu desligamento e percebi que meu principal objetivo era cuidar daquele ser humano e me transformar todo dia como pessoa para ser melhor e dar o meu melhor.

Um dos trabalhos de Gabriela para o Retrato Diário (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

Com essa transformação após a maternidade, eu também queria passar um pouco daquilo para outras pessoas, por meio da fotografia e escrita. Então, criei o Retrato Diário. Comecei compartilhando as fotos que fazia do mês a mês do João e sentimentos do meu dia a dia.

Recebi um retorno muito positivo, mães me escrevendo e até pessoas sem filhos agradecendo pelas partilhas. Assim também voltei a fotografar mais para fora.

Mas, em 2016, por conta de problemas financeiros, tive que voltar a trabalhar em uma empresa. A pior parte era não me sentir completa trabalhando, não considerar o que eu fazia algo de valioso para o futuro ou presente de alguém. Eu não me via feliz realizando nenhuma tarefa.

Sentindo isso, a saudade do filho aumentava e durante um ano me senti longe dos meus sonhos. Decidi sair novamente. Percebi que não adiantava mais tentar, meu lugar não era ali.

Mais um clique feito por Gabriela (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

Então, em 2017, fiquei grávida do Francisco e veio a confirmação. Eu nasci para fotografar histórias, momentos, vidas e para escrever sobre tudo isso que sinto, vejo e retrato. Me dedico mais ao Retrato Diário desde então. Hoje, falo de tudo por lá e já voltei a fazer alguns trabalhos fotográficos depois de quase um ano da chegada do meu segundo menino.

Meus equipamentos precisam ser trocados, preciso me organizar melhor no tempo e me empenhar em colocar meus projetos em prática, principalmente o do meu blog e lançar o projeto fotográfico. A ideia é registrar apenas os momentos mais importantes do dia de cada um.

Contar história fotografando e escrevendo e de certa forma tocar o coração de alguém ou melhorar um pedacinho do dia de alguém é o que me move e me deixa realizada. A maternidade me fez enxergar o ser humano na sua melhor forma e isso me fez querer melhorar o mundo, usando aquilo que eu acredito fazer de melhor.”

Gabriela com os filhos, João Pedro e Francisco (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)Se você criou um negócio próprio a partir do nascimento do seu filho, conte sua história para nós, via direct do Instagram (@paisefilhosoficial) começando com Projeto Nascer de Novo. Ela poderá aparecer nas nossas matérias e você poderá ter a chance de apresentar seu empreendimento para uma bancada de especialistas.

Leia também: 

Quer ser a dona do seu próprio negócio? Conheça o projeto Nascer de Novo