Mãe ucraniana publicava sobre realização maternal antes de ser morta em bombardeio russo

A jornalista Valerie Glodan, mãe da recém-nascida Kira, publicava em seu Instagram como se sentia em relação ao processo maternal. No entanto, a felicidade foi interrompida após ela perder a vida em um ataque russo. Mãe e filha faleceram

Resumo da Notícia

  • Valerie Glodan usava o Instagram para contar aos seguidores sobre seu processo maternal. Ela havia acabado de dar à luz Kira, sua primeira filha
  • A jornalista demonstrava estar feliz com a chegada da bebê
  • Mãe e filha morreram após o prédio onde moravam ser atingido por um míssil russo

Ao longo da gestação, a Valerie Glodan (27) fez um post no Instagram em comemoração à chegada de sua primeira filha, demonstrando estar feliz com o processo maternal. A publicação feita pela jornalista ucraniana no dia 5 de fevereiro, 17 dias antes de iniciar o confronto entre Rússia e Ucrânia – gerou comentários positivos na rede social devido a forma afetuosa que a Valeria escreveu. No entanto, não deu tempo dela aproveitar com a filha, pois, morreu ao lado da bebê de 3 meses após ser atingida por um míssil russo, em Odessa.

-Publicidade-

No momento do bombardeio que matou mãe e filha, as duas estavam no prédio que moravam com a família. Já nos últimos posts nas redes sociais, Valerie publicava fotos e legendas descrevendo sua emoção ao ser mãe de primeira viagem: “Foram as melhores 40 semanas. Nossa filhinha já tem um mês (…) Papai deu à ela as primeiras flores. Este é um novo nível de felicidade”, disse a mãe no Instagram.

O pai fez um post no Instagram em homenagem à esposa e à filha (Foto: Reprodução / Instagram / @iuriiglodan)

Segundo o NY Post, a publicação foi feita cerca de dois meses e meio antes dela e seu bebê serem mortos em um ataque aéreo. A morte das familiares e cidadãs ucranianas não foram esquecidas. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, iniciou um discurso público citando o assassinato da jornalista. “Entre os mostos estava uma menina de 3 meses. Como ela ameaçou a Rússia?”, falou.

Aos que ficaram, a dor ainda é inexplicável. O viúvo de Valerie, Iuri Glodan, publicou uma foto da mulher e da filha,  e disse: “Vocês estão no reino dos céus, mas permanecerão em meus corações”.

A família morava em Odessa. A jornalista Valerie e sua filha, Kira, tinham origens russas. Ademais, a avó, Liudmila Yavkina, também morreu no ataque russo após não resistir aos ferimentos do bombardeio. Elas estavam no apartamento quando os mísseis russos atingiram o prédio residencial.