Mágica? Mãe de três transforma flores em animais e resultado é de cair o queixo

Inspirada por uma papoula laranja, Bridget Beth Collins, mãe de três filhos, cria arte inovadora a partir de elementos da flora e relembra a importância do contato com a natureza

Resumo da Notícia

  • Bridget constrói peças artísticas a partir de plantas 
  • Além de artista ela já escreveu 2 livros e criou 2 jornais
  • Hoje ela acumula mais de 210 mil seguidores no Instagram
  • Bridget conta sobre os prazeres e dificuldades da sua produção
Arte natalina feita com flores e folhas (Foto: reprodução Instagram / @flora.forager)

Em meio a tantas redes e conexões, passear pela natureza de vez em quando pode ser uma experiência importante. Treinar os olhos a observar o mundo natural muitas vezes não é uma tarefa fácil, mas Bridget Beth Collins conseguiu realizá-la. Bridget é a mente brilhante e os olhos criativos por trás de Flora Forager, projeto que cria obras de arte usando peças de plantas e pétalas de flores.

-Publicidade-

A mãe de três filhos de Seattle adora explorar as florestas do noroeste do Pacífico e as ruas de seu bairro em busca de materiais para seu trabalho. Em seu Instagram, Bridget acumula centenas de milhares fãs de suas criações, sua conta tem mais de 210.000 seguidores. 

Além de artista, Bridget também é escritora. Ela já escreveu dois livros, um falando a respeito de seu trabalho, intitulado The Art of Flora Forager (A Arte de Flora Forager, em tradução livre) e outro, infantil, o ABC. Ela também criou dois jornais: Metamorphosis: A Flora Forager Journal (Metamorfose: Um diário de Flora Forager, em tradução livre)  e Flora Forager: A Seasonal Collected from Nature (Flora Forager: uma estação colhida na natureza, em tradução literal).

-Publicidade-
Peixe produzido por flores (Foto: reprodução Instagram / @flora.forager)

Tudo começou com uma papoula laranja. Collins se inspirou com a flor e, observando-a lembrou-se de um peixe dourado. Bridget então resolveu transformar a flor no peixe. Ela pegou as pétalas, arranjou-as, pintou-as e ficou maravilhada com seu trabalho até que as pétalas murcharam. Então elas os substituiu por outras artificiais e pendurou a foto no quarto de seu filho.

Nos anos seguintes, Bridget transformou sua capacidade de criar arranjos bonitos em uma forma de arte. Assim, nasceu a Flora Forager. “Flora Forager é um produto do meu caso de amor com a natureza brilhante e minhas próprias habilidades artísticas aprimoradas ao longo dos anos”, explicou Bridget em sua biografia.

Felizmente, alguém que encontrou o trabalho de Bridget a recomendou o Instagram  para mostrar suas criações. Apesar da incerteza, ela resolveu tentar: “Eu não tinha ideia de que pétalas poderiam ser uma forma de arte! E eu ainda não tinha certeza sobre o comércio eletrônico, mas meu marido é desenvolvedor de sites e disse que projetaria o site e lidaria com os negócios, para que eu pudesse criar ”, disse.

Bridget contou, para o site Floret Flowers que seu processo mudou à medida que seu perfil aumentou. “Quando vou caminhar, não consigo deixar de ver as ondas do mar em hortênsias azuis ou a cauda de um rato em um raminho de grama difusa”, observou ela. “A criatividade espontânea é provavelmente o meu modo de arte favorito, e certamente criou Flora Forager no começo. Mas agora que tenho encomendas e livros em que estou trabalhando e tenho que encontrar materiais para as peças que preciso criar. Torna-se uma espécie de caça ao tesouro sempre que vou ao berçário.”, contou. 

Coruja produzida por flores e elementos de árvores (Foto: reprodução Instagram / @flora.forager)

O maior problema encontrado por Bridget na produção de sua arte é que as flores podem – e vão – murchar. “Depois que eu tenho uma ideia e as flores certas, não demoro muito tempo para montar. Geralmente mantenho flores que podem murchar na água enquanto trabalho “, explicou ela. “Às vezes tenho que substituir as flores por outras mais frescas à medida que crio. Mas trabalhar com flores é muito mais rápido do que trabalhar com tintas, porque você não precisa misturar cores ou esperar que as camadas sequem, e você pode mover as pétalas facilmente se algo não parecer certo. E muitos detalhes em minhas peças são simplesmente parte das próprias flores.”

Uma das partes mais gratificantes do processo para Bridget foi ver como seus materiais podem ser versáteis. “Era como um segredo desvendar”, ela disse ao My Modern Met. “Eventualmente, eu as compartilhei com outras pessoas, como um lembrete de que beleza e magia estão ocultas em lugares improváveis, ao nosso alcance, se a procurarmos.”

Beija-flor e flores (Foto: reprodução Instagram / @flora.forager)

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-