Marcella Fogaça desabafa sobre as mudanças na maternidade

A cantora é mãe de Pietra e Sophia, fruto do relacionamento com Joaquim Lopes

Resumo da Notícia

  • Marcella Fogaça desabafou sobre as mudanças da maternidade
  • Ela abriu o coração nas redes sociais
  • A cantora é mãe de Sophia e Pietra

A cantora e compositora, Marcella Fogaça, mãe das gêmeas Sophia e Pietra, costuma compartilhar a rotina com a família nas redes sociais, além de textos cheios de amor! Nesta última segunda-feira, 24 de janeiro, ela abriu o coração e falou um pouco sobre as mudanças causadas pela maternidade.

-Publicidade-

“Todo mundo avisa: quando vc for mãe sua vida vai mudar completamente, assim como vc. Nada nunca mais será o mesmo. Acho que tem quem pense: “Eu não, comigo vai ser diferente, eu vou dar conta de ser mãe e ainda permanecer a mesma, eu me conheço. Eu vou me acrescentar, não me transformar por inteira””, começou escrevendo.

Marcella Fogaça fala sobre as mudanças na maternidade
Marcella Fogaça fala sobre as mudanças na maternidade (Foto: Reprodução / @instagram / @marcellafogaca)

“Já eu sempre acreditei nesse aviso. Sempre soube que quando me tornasse mãe estaria pronta pra deixar pra trás o que fosse preciso, mudar toda e qualquer coisa, me entregar por inteiro. Mas quanto ao radicalismo da metamorfose, eu estava longe, longe de entender. A gente só entende quando acontece. Aliás, enquanto acontece e olhe lá. Até hoje me pego atropelada em sentimentos e emoções tentando se encaixar em quem fui, quem sou e quem eu devo ser”, disse.

“A maternidade não me acrescentou apenas, ela me fragmentou em mil pedaços, tacou numa máquina de lavar, cuspiu e falou: “pronto linda, agora se monta aí”. A vida vira sim do avesso. Vc vira sim do avesso, se espalha, se anula, florece, se multiplica, se divide, morre um pouco, renasce muito. Cresce em tamanho de alma, de força, e não há nada que não sejamos capazes, inclusive de sermos por quanto tempo for preciso um veículo, uma serva, um forte, um porto, uma rocha”, continuou.

“Nada será mais o mesmo. Ainda bem! Eu hoje sou real e sinto a vida pulsar nas minhas mãos. Eu enxergo o tempo, ele passa rapidamente devagar. Eu resinifiquei a dor e o drama Eu entendi a alegria. Ela é simples e tem saúde. Eu declarei a Liberdade como um estado de espírito. Tem que ser, senão a gente pira. Eu sinto Deus respirar no meu cangote e o amor, ah o amor parece comigo, tem cheiro, tem gosto, tem beijo, tem sorriso banguela e dedão de suspiro”, acrescentou.

“Já eu me olho no espelho e mesmo sem saber quem sou ainda direito, me amo, me aceito e me respeito como nunca antes
Sim, sua vida vira do avesso e vc tbm. E tudo vale a pena. E é por ter essa certeza óbvia, que a gente continua a nadar esse mar pra sempre se for preciso. Maternidade não é mole não. O aviso tá aí, cai quem quer. Eu, cairia mil vezes e mil de novo depois. Ô trem doido de bão!”, finalizou.