Marcella Fogaça sobre criar filhas empoderadas e gentis com outras mulheres: “Sororidade muda o mundo”

Sophia e Pietra são frutos de seu relacionamento com Joaquim Lopes

Resumo da Notícia

  • Nesta terça-feira, 14 de setembro, Marcela Fogaça usou as redes sociais para desabafar com o fãs sobre como pretende educar as filhas;
  • Sophia e Pietra são frutos de seu relacionamento com Joaquim Lopes;
  • Na imagem, a mãe aparece olhando para as bebês.

Nesta terça-feira, 14 de setembro, Marcela Fogaça usou as redes sociais para desabafar com o fãs sobre como pretende educar as filhas, Sophia e Pietra, frutos de seu relacionamento com Joaquim Lopes. Na imagem, a mãe aparece olhando para as bebês.

-Publicidade-

Na legenda da publicação, Marcella abriu o coração: “Quando eu era criança e adolescente eu tinha poucas amigas. Eu não entendia a disputa que parecia existir entre as meninas, os grupinhos rivais, as críticas quando você era ‘diferente’ ( e eu era muito), essas coisas que na verdade depois percebi não serem nossa culpa”, começou.

Marcella Fogaça aparece com as filhas (Foto: Reprodução/ Instrodução)

Em seguida, a cantora observou: “Crescemos sendo ensinadas que beleza era status e que tínhamos que ser populares, caber em um padrão e disputar umas com as outras pela atenção do menino mais popular da sala. Eu vou ensinar minhas filhas que não tem nada disso, E pra elas contarem a novidade pras amiguinhas”.

Marcella ainda fez um discurso empoderado. “Mulheres unidas são mais fortes, vamos valorizar e respeitar as diferenças, ninguém precisa de príncipe para ser salva, todo mundo é linda da sua maneira e é digna de amor, carinho e respeito”, pontua.

A cantora ainda reforçou a ideia de sororidade: “Nada de criticar a amiguinha porque ela é ‘estranha’, ou diferente de você. Você pode sempre falar o que pensa, com firmeza e educação. Que não é não mesmo! E que a mamãe vai estar sempre aberta e interessada pra escutar o que nem vocês entendem ainda e tentar explicar da melhor maneira possível”.

A mãe ainda disse que fica animada em poder passar pras minhas filhas valores que ela mesma demorou a entender. “Não quero que elas sofram bullying como eu sofri e muito menos achem normal fazer com os outros. Empatia e respeito começa no nosso exemplo em casa, né? Eu amo vocês, mulherada! A Sororidade vai mudar o mundo! Boa noite gente linda! Um beijo  #maedegemeas”, concluiu.