Márcio Poncio quebra o silêncio após deixar de falar com filhos e nora

O pastor usou as redes sociais para desabafar sobre a crise na família e comentou os motivos de ter se afastado. Pelos stories, ele tentou tranquilizar os seguidores

Resumo da Notícia

  • Márcio Poncio é pai de Sarah e Saulo Poncio
  • No final de agosto, os seguidores notaram que ele parou de seguir os filhos e as noras nas redes sociais
  • O pastor explicou o motivo de ter se afastado da família e falou sobre a crise

Nesta segunda-feira, 7 de setembro, Márcio Poncio, pai de Sarah e Saulo Poncio usou as redes sociais para conversar com os seguidores sobre a crise que tem enfrentado na família. Recentemente, ele deixou de seguir os filhos e a nora, Gabi Brandt, após uma suposta discussão.

-Publicidade-
Ele deixou de falar com os filhos e a nora (Foto: reprodução / Instagram @saulo)

Pelos stories, no Instagram, o pastor escreveu: “Quero dividir com todos vocês que estou bem, seguro, confiante e convicto que aquele que me trouxe até aqui continuará a me conduzir até a linha de chegada. Em seguida, ele continuou: ” E podem ter certeza que para onde eu vou irão toda minha família junto comigo. Ninguém se perderá. Não vai ficar ninguém pelo caminho”.

No final de agosto, os seguidores questionaram a relação “estremecida” na família. Márcio chegou a falar sobre o assunto: “Provaçãozinha, do nada entrou uma pessoa em casa se passando por apóstolo dizendo ajudar pessoas. Aos poucos o que vi foi uma pessoa maliciosa alienando mentes fracas, promovendo dissenção, separação de casal, etc. Tudo pelo velho motivo de sempre: ganância e poder dos homens. Mas não vão muito longe”.

-Publicidade-
Márcio Poncio falou sobre a crise na família (Foto: reprodução / Instagram @prmarcioponcio)

Em seguida, os fãs perguntaram ainda se ele visitava a casa do filho: “Na verdade fui expulso de lá”, explicou. Márcio chegou a falar também sobre ter parado de seguir Sarah, Saulo e Gabi: “Seguimos pessoas que temos prazer em assistir, não é o meu caso no momento”. No momento ele se considera “decepcionado” com os filhos, mas acredita que a crise “irá passar”.

-Publicidade-