Marcos Mion lança 3º livro e fala sobre família: “Preservo demais a infância dos meus filhos”

O apresentador fez novo livro dedicado ao filho mais novo, Stefano, com brincadeiras e atividades para resgatar o tempo em família

Detone este livro com seu filho leva a algumas reflexões sobre a importância de passar mais tempo com a família (Foto: Divulgação/Companhia das Letras)

Marcos Mion acaba de lançar mais um livro dedicado à família. Após A escova de dentes azul, escrito para Romeo, de 14 anos, e Pai de menina, feito para Donatella, de 11 anos, o apresentador fez uma verdadeira parceria com o filho mais novo, Stefano, para escrever Detone este livro com seu filho (Companhia das Letras)

Totalmente lúdica e pensada para a conexão e relação entre pais e filhos, a obra leva a algumas reflexões sobre a importância de passar mais tempo com a família, trazendo sugestões de atividades e brincadeiras ao longo das 168 páginas para interagir com crianças, como desenhos, jogos, dobraduras e cartas. 

“Não queria combater a tecnologia porque não sou contra ela. O livro vem para ser ferramenta para o pai na batalha diária de diminuir o tempo na frente do celular. Hoje nós somos totalmente reféns. Sempre fui muito criativo com meus filhos porque é na brincadeira que eles vão perguntar coisas diferentes”, explica Mion, em entrevista durante o pré-lançamento do livro, realizado na última quarta-feira (11), em São Paulo. 

Stefano desenhou a capa e escreveu as regras de como usar o livro, além de uma história que busca incentivar as crianças a lerem mais. As atividades da obra têm o objetivo de proporcionar momentos em família, em que pais e mães estejam presentes de verdade ao lado dos filhos, além de tirar as crianças em frente às telas. “Pensei em atividades que fossem divertidas, mas que dessem origem a outras coisas, outras conversas, dúvidas. Serve para atiçar a criança criativamente, com desafios de variados tipos e até para promover o amor em família”, conta Mion. 

Stefano desenhou a capa e escreveu as regras de como usar o livro, além de uma história que busca incentivar as crianças a lerem mais (Foto: Divulgação/Companhia das Letras)

O apresentador também comentou sobre a relação dos filhos com os aparelhos eletrônicos: “É praticamente impossível você conseguir bloquear 100% a influência do celular na vida de uma criança de 11 anos hoje em dia. Mas eu controlo tudo. Tenho todas as senhas, um programa que mostra a atividade diária deles no celular, o que fazem, onde entram, escrevem”.

“É a visão de um pai que se dedica 24h por dia aos seus filhos. Baseado na minha vivência e no que aplico com eles. E consigo sentir que pego em pontos que são buracos em comum nos pais, tanto em aceitar autismo [de Romeo] como em ser pai de menina e de menino nos dias de hoje. Eu foco muito na infância e preservo demais e dos meus filhos. Por exemplo, na minha opinião, criança não namora, nem de brincadeira. Sou radicalmente contra”, defende Mion.

Meninos x meninas

Apesar de ser feito ao lado de Stefano, o livro serve para ambos os sexos. “Menina também pode ler e brincar com o livro. Ao mesmo tempo que ele é focado, pode ser universal. Quando escrevi o ‘Pai de Menina’, tirando a parte que serve especificamente para o público feminino, o resto serve aos dois, por exemplo. Criação e educação independe de gênero, estamos falando de criar pessoas com caráter, tolerantes, com ética, carinhosas, amorosas. O que muda é a linguagem. As atividades do livro podem ser feitas com meninas também. O meu objetivo com esse livro era focar na multidão de pessoas que me pedia o ‘Pai de Menino’”, defende. 

Apesar de ser feito ao lado de Stefano, o livro serve para ambos os sexos (Foto: Divulgação/Companhia das Letras)

O apresentador conta que cria os filhos da mesma forma, independente de gênero. “Na minha casa, não existe diferença na criação entre meninos e meninas. A Donatella por exemplo só quer brincar de bola. Eles podem as mesmas coisas, são cobrados da mesma forma, mas existem diferenças sociais e físicas entre o homem e a mulher, então não temos como querer a igualdade em um ponto que ela não cabe. Eu dou aos meus filhos o que eles precisam, independente do sexo deles”, explica. 

Marcos Mion e Suzana Gullo com os filhos Stefano, Romeo e Donatella (Foto: Reprodução/Instagram)

Livro para a esposa

Os três filhos já têm obras em homenagem, mas chegou a vez de Suzana Gullo, esposa de Mion, ganhar um livro só dela. “Toda a história de escritor começou com pedido do meu agente literário para eu escrever sobre minha vida e dedicação familiar. Começamos escrevendo pelos meninos, mas esse é o novo projeto do ano que vem, um livro para falar de tudo o que vivemos juntos, com a Suzana”, conta. 

O apresentador também revelou que não descarta a possibilidade de ter mais filhos. “Não vou te falar que não, deixarei fluir, tenho espaço vago na tatuagem da família nas costas. Tenho quatro flâmulas nas costas e uma está vazia. São os nomes dos meninos. Pretendo um dia preencher, mas vamos com calma”, finalizou. 

Leia também:

Marcos Mion recria foto de bebê com filho autista e faz textão sobre a jornada ao lado de Romeo

Marcos Mion vai até Brasília para incluir o autismo no censo e faz texto emocionante em comemoração

Marcos Mion faz homenagem emocionante para comemorar aniversário de 14 anos do filho mais velho