Médico perdoa dívida de quase 3,4 milhões de pacientes com câncer por causa da pandemia

Omar Atiq é oncologista e escreveu uma carta de Natal para os devedores dizendo que o pagamento não seria mais necessário

Resumo da Notícia

  • Um médico americano recusou o pagamento de quase 650 mil dólares - cerca de 3,4 milhões de reais - em dívidas de pacientes
  • A decisão foi tomada após ele perceber que as famílias estavam com dificuldades financeiras
  • Omar Atiq é oncologista e perdoou a dívida de 200 pacientes com câncer

Um médico americano recusou o pagamento de quase 650 mil dólares – cerca de 3,4 milhões de reais – em dívidas de pacientes ao perceber que as famílias estavam com dificuldades financeiras. Omar Atiq é oncologista e deu a boa ação como “presente de Natal” para cerca de 200 pessoas com câncer.

-Publicidade-
O médico não aceitou o pagamento (Foto: Reprodução / BBC)

Em entrevista à rede de televisão ABC, Omar explica que fechou a clínica no ano passado, depois de 30 anos consultando. Depois disso, ele chegou a contratar uma empresa de cobrança de dívidas, já que restavam muitos pagamentos pendentes. Nos últimos meses, porém, ele e a esposa perceberam que muitas famílias tinham sido afetadas pela pandemia e não tinham mais aquele dinheiro.

Omar tomou a decisão com a esposa (Foto: Reprodução / BBC)

Foi no Natal que ele decidiu que não queria ser pago pelo atendimento desses pacientes e escreveu cartas dizendo que os clientes não estavam mais devendo nada. “Com o tempo, percebi que há pessoas que simplesmente não conseguem pagar”, disse

-Publicidade-

“Minha esposa e eu pensamos sobre isso e resolvemos perdoar todas as dívidas. Vimos que tínhamos condições de fazer isso e fizemos. Achamos que não havia melhor momento para fazer isso do que durante uma pandemia que dizimou vidas e os negócios das pessoas”, completou.

Omar nasceu no Paquistão e fundou sua clínica em 1991, administrando junto com as aulas na Universidade de Arkansas. O médico é especialista em quimioterapia, radioterapia e tomografia computadorizada.

O médico não aceitou o pagamento (Foto: Reprodução / BBC)

Em seu cartão de Feliz Natal para os pacientes, o médico escreveu:

“A Arkansas Cancer Clinic tem o orgulho de atendê-lo como paciente.

Embora vários seguros de saúde paguem a maioria das contas da maioria dos pacientes, até mesmo as franquias e coparticipações podem ser onerosas.

Infelizmente, é assim que nosso sistema de saúde funciona atualmente. A clínica decidiu perdoar todos os saldos devidos por seus pacientes. Boas festas.”