Meghan Markle abre o jogo sobre mudança de nome na certidão de Archie

Depois da polêmica, um porta-voz contou que as alterações foram exigidas pelo Palácio de Buckingham

Resumo da Notícia

  • Meghan Markle abre o jogo sobre mudança de nome na certidão de Archie
  • Depois da polêmica, um porta-voz contou que as alterações foram exigidas pelo Palácio de Buckingham
  • A descoberta das alterações foi feita pelo jornal The Sun
  • Entenda o que aconteceu

A atriz Meghan Markle decidiu se pronunciar após uma polêmica envolvendo o nome dela na certidão de nascimento do filho, Archie Harrison, fruto do relacionamento com o príncipe Harry. Ela contou que, por uma determinação do Palácio de Buckingham, ela precisou mudar o próprio nome da certidão do filho.

-Publicidade-
Ela explicou a polêmica (Foto: Reprodução / Twitter CNN)

A polêmica em torno da alteração no documento começou ontem, quando o tabloide britânico The Sun tornou públicas as duas versões existentes. Archie, que nasceu em 6 de maio de 2019, foi registrado somente no dia 17 do mesmo mês. Na primeira versão da certidão, o nome da mãe aparecia como Rachel Meghan. Já na segunda, editada, o nome da atriz foi alterado para “Vossa Alteza Real, a Duquesa de Sussex”.

“A mudança de nome em documentos públicos em 2019 foi ditada pelo Palácio, conforme confirmado por documentos de altos funcionários do Palácio. Isso não foi solicitado por Meghan, a Duquesa de Sussex, nem pelo Duque de Sussex”, disse um porta-voz de Meghan ao jornal The Telegraph, como apontado pela UOL. “Sugerir que ela estranhamente gostaria de não ter nome na certidão de nascimento de seu filho ou em qualquer outro documento legal, seria ridículo se não fosse ofensivo”, continuou.

Enquanto isso, o casal seguem terminando os documentos legais para se afastarem oficialmente da Família Real. Os dois já demonstraram interesse em se mudar para os Estados Unidos. Recentemente, inclusive, foi anunciado que o casal comprou uma casa no valor de R$ 80 milhões em Santa Bárbara, na Califórnia.