Meghan Markle e príncipe Harry recusaram título real do filho por trocadilho com termo “idiota”

De acordo com o jornal britânico Daily Telegraph, Meghan e Harry ficaram com medo de que Archie pudesse sofrer algum tipo de bullying no futuro por causa de seu nome

Resumo da Notícia

  • Archie poderia receber o título real de Conde de Dumbarton
  • Meghan e Harry decidiram recusar a mudança por medo do filho sofrer algum tipo de bullying no futuro
  • A informação foi divulgada por fontes próximos do casal ao jornal britânico Daily Telegraph

Meghan Markle e o príncipe Harry decidiram recusar o título real de Archie como uma tentativa de evitar que o filho pudesse ser vítima de bullying no futuro, de acordo com o jornal britânico Daily Telegraph. Caso tivessem aceitado, o menino teria em seu nome o título de Conde de Dumbarton.

-Publicidade-

Tanto Archie como Lilibet, filhos do casal, possuem direito aos títulos de Conde e Condessa de Dumbarton, mas Meghan e Harry teriam ficado incomodados com a presença de “dumb” (que significa “idiota” em português). O medo era de que o primogênito pudesse ser alvo de críticas.

Meghan Markle e Harry decidiram não utilizar títulos reais para os filhos (Foto: Getty Images)

“Não foi apenas a Meghan que apontou as possíveis consequências, também causou incômodo no Harry”, informou uma fonte próxima do casal do jornal britânico. Em frente a possibilidade, Harry teria colocado em prática o projeto de não usar títulos reais para os filhos, assim como inspirado na tia, a Princesa Anne, que fez o mesmo com os filhos Peter e Zara.

Meghan e Harry compraram domínios na internet para proteger o nome de Lilibet

O Príncipe Harry e a atriz Meghan Markle registaram mais de um domínio de site com variações do nome escolhido por eles para a filha nas semanas que antecederam o nascimento do bebê. Nascida no dia 4 de junho, a caçula do casal foi batizada de Lilibet Diana Mountbatten-Windsor. O nome é uma homenagem à avó da criança, Rainha Elizabeth 2ª e também à mãe do Príncipe Harry, Princesa Diana.

Príncipe Harry e Meghan Markle registraram domínios com o nome da filha (Foto: reprodução / Instagram @sussexroyal)

Segundo a Revista People, o porta-voz do casal explicou que a ação de registrar domínios com o nome da menina tinha o objetivo de evitar possíveis explorações comerciais do nome por terceiros. “Como costuma ser comum com figuras públicas, um número significativo de domínios de todos os nomes em potencial considerados foram adquiridos pela equipe para proteção contra a exploração do nome, antes dele ser escolhido e compartilhado publicamente”, contou o porta-voz.

Entre os domínios adquiridos estavam LilbetDiana.com e LiliDiana.com, que não foram ativados. O primogênito do casal, Archie, de 2 anos, também tem um site em seu nome para a fundação de caridade Archewell.