Mel Fronckowiak anuncia pausa na carreira e abre o jogo sobre aumentar família

Mel Fronckowiak, esposa do ator Rodrigo Santoro, e decidiu fazer uma pausa na carreira artística para poder focar mais na filha Nina de 4 anos e tentar conciliar as rotinas agitada

Resumo da Notícia

  • Mel Fronckowiak é esposa do ator Rodrigo Santoro
  • O casal está junto há 10 anos e são pais de Nina de 4 anos
  • A atriz contou que irá fazer uma pausa da carreira artística

Mel Fronckowiak, esposa do ator Rodrigo Santoro, contou em entrevista ao jornal O Globo que irá fazer uma pausa na carreira artística, e também falou um pouco sobre maternidade e planos de aumentar a família. A atriz participou da série 3% da Netflix em 2018, e agora comanda um programa de viagens em seu canal no YouTube, o “Mel na estrada”:

-Publicidade-

“Atuar é sempre um desafio grande. Costumo dizer que é preciso muito amor. Eu tenho um exemplo forte em casa (ela é casada com o ator Rodrigo Santoro) de como é necessário se dedicar. Foi bem legal ter vivenciado isso. De maneira alguma descarto voltar, mas ultimamente estou indo ao encontro da minha formação de jornalista. Gosto de ser a Mel na frente da câmera e de viver experiências transformadoras. É o que tem feito meu coração bater mais forte”, contou Mel.

Mel Fronckowiak, esposa de Rodrigo Santoro, faz pausa na carreira
Mel Fronckowiak, esposa de Rodrigo Santoro, faz pausa na carreira (Foto: Reprodução/Instagram @melfronck)

Por conta das viagens constantes, ela precisa estar sempre se organizando com o marido. Eles estão juntos há dez anos e são pais de Nina, 4. “A gente vai se coordenando. Temos uma estrutura familiar flexível, flutuante. Às vezes um está em casa, às vezes, o outro, às vezes, nenhum. São ajustes de rotina, no cuidado com a casa e com a filha, para que tudo continue em harmonia. Não é uma logística fácil. Para um casal que tem mais rotina, talvez seja mais fácil, mais previsível. É uma malabarismo para ver quem vai estar, quem não vai estar… Mas, com paciência, tem dado certo”.

Ela afirmou que, devido a essa dinâmica, a ideia de ter outro filho acaba ficando suspensa: “Essa falta de rotina assusta um pouco quando a gente pensa em criar mais um filho. Desde o começo, demos um passo de cada vez. A decisão de ter um filho é muito profunda. Não sabemos exatamente se estamos prontos, se é o momento. São respostas que não temos. Então, ainda não tomamos essa decisão”.