Menina de 9 anos que foi atropelada em frente casa da avó deixa hospital

Beatriz Santana estava atravessando a rua para cumprimentar alguns primos quando um carro a jogou cerca de 20 metros longe

Resumo da Notícia

  • Beatriz Santana de apenas 9 anos foi atropelada
  • A menina passou mais de 1 mês no hospital
  • O carro a arremessou por mais de 20 metros

Beatriz Santana, 9, foi atropelada na porta de casa da avó. Após ficar mais de 1 mês internada, a menina teve alta do hospital em Goiânia, e agora vai aproveitar o tempo com a família. O motorista atingiu a menina enquanto ela atravessava a rua e a jogou cerca de 20 metros de distância.

-Publicidade-

“Agradeço muito as orações e a todas as pessoas que se sensibilizaram com a Beatriz. Graças a Deus vamos passar um natal em família e isso não tem preço”, disse a mãe dela, Juliana Santana, ao portal do G1. O acidente aconteceu no dia 14 de novembro. Beatriz estava com a família comemorando o aniversário da avó.

Beatriz deixou o hospital após mais de 1 mês
Beatriz deixou o hospital após mais de 1 mês (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Uma câmera registrou quando a criança foi arremessada cerca de 20 metros com o impacto da batida e para na calçada de um colégio (veja vídeo acima). O motorista fugiu sem prestar qualquer socorro. Em nota, a Polícia Civil disse que o inquérito do atropelamento está em fase de apuração na Delegacia de Crimes de Trânsito e deve ser concluído em breve.

Agora Beatriz ficará com a família
Agora Beatriz ficará com a família (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

No dia do acidente a menina estava atravessando a rua para ir cumprimentar os primos que estavam do outro lado, quando o motorista a atingiu. Ela foi socorrida e levada para a UTI. Já em casa, Beatriz está aproveitando a família e seu cachorro de estimação. Ela vai seguir fazendo tratamento e vai necessitar de fisioterapias. A notícia da alta foi recebida com muita alegria pela família.

“É muito sofrido. Ao mesmo tempo é um alívio saber que minha filha é um testemunho vivo de um milagre”, disse a mãe.