Menina que estudou a vida toda em escola pública passa em 10 universidades internacionais: “Sonho”

Rhayssa Braz participou de 44 processos seletivos até ser aceita no projeto dos sonhos

Resumo da Notícia

  • Rhayssa já se inscreveu pra mais de 40 processos seletivos
  • Ela escolheu um programa que vai levar ela pelo mundo
  • Comemorou a conquista junto dos familiares

Rhayssa Braz fez história ao passar em 10 universidades internacionais depois de estudar em uma escola pública. Ela ganhou bolsas em todas as faculdades e está a um passo mais perto de realizar o sonho de conhecer o mundo. A garota é de Santos, no Litoral Sul de São Paulo e escolheu um programa universitário no qual vai passar por oito campus universitário pelo mundo. O primeiro será em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

-Publicidade-
Rhayssa Braz comemorou a conquista nas redes sociais (Foto: Reprodução / Só notícia boa)

Rhayssa optou pelo programa das instituições Zayed University e Minerva University e está em um processo de juntar dinheiro para conseguir fazer as viagens. A menina foi criada apenas pela mãe e a avó paterna, que mantinham até três empregos cada para dar uma vida confortável à menina.

Rhayssa chegou a ganhar uma bolsa de estudos na Universidade de Cambridge, no Reino Unido depois de participar de concursos de redação, mas não conseguiu ir por conta das condição financeira. Mas mesmo assim ela continuou perseguindo o sonho, e se inscreveu e participou de 44 processos seletivos em universidades internacionais, sendo 43 nos Estados Unidos e uma em Portugal.

Ela explicou que a busca foi meticulosa, para garantir que ela faria a melhor escolha. “Geralmente, as pessoas aplicam para 20, porque existe um site que faz uma coletânea das suas informações acadêmicas e mandam para elas, mas eu fui pesquisando. Apliquei para 44, para garantir que eu ia ser admitida, porque eu fiz o processo inteiramente sozinha”, explica.

A bolsa de estudos

Rhayssa já havia sido admitida em 9 instituições, todas com bolso de estudos de até 65%, no começo de julho. Mas a melhor noticia veio no meio do mês, quando ele foi notificada de que havia ficado entre os quatro brasileiros aceitos no programa Zayed University e Minerva University, uma parceria entre os Emirados Árabes e os Estados Unidos, com pelo menos 75% de bolsa.

Ela então escolheu o o estudo interdisciplinar, que envolve os cursos de Business Transformation, Social Innovation e Tech, e durante os quatro anos de graduação percorrerá oito campi espalhados pelo mundo: São Francisco, nos EUA; Seoul, na Coréia do Sul; Hyderabad, na Índia; Berlim, na Alemanha; Buenos Aires, na Argentina; Londres, na Inglaterra; Taipei, em Taiwan; e Abu Dhabi.

Um dos principais objetivos desse programa é levar aos alunos diferentes percepções da realidade e de culturas, economia e política. “Eu tinha sido recusada nessa universidade [Minerva University] em dezembro. Até que vi esse programa, me candidatei e fui um dos 30 estudantes no mundo que conseguiram a vaga nesse ciclo”, afirma.