Menina realiza sonho de se tornar policial ‘por um dia’ após enviar carta para o Papai Noel

O pedido natalino deste ano de Alexia Beatriz Silva dos Santos foi concretizado em grande estilo!

Resumo da Notícia

  • Uma menina escreveu uma carta de Natal dos Correios para o Papai Noel
  • Ela pediu para ser policial "por um dia"
  • Os policiais realizaram o sonho da menina

O Natal é amplamente conhecido como a data em que  muitos sonhos são conquistados, e Alexia Beatriz Silva dos Santos é prova viva disso. A menina de 9 anos de idade aproveitou a festividade para fazer um pedido super especial através da cartinha para o Papai Noel dos Correios: se tornar policial por um dia!

-Publicidade-

E foi nesta sexta-feira, dia 10 de dezembro, que o verdadeiro espírito natalino se fez presente na vida da criança, quando recebeu a visita de alguns oficiais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. “Todo mundo saiu de casa para me ver”, contou Alexia com exclusividade para o portal de notícias do G1.

A menina realizou o sonho de Natal
A menina realizou o sonho de Natal (Foto: Reprodução Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi)

Os policiais atenderam o tão esperado pedido da criança, e a levaram para conhecer as instalações do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), tudo isso enquanto estava dentro da viatura da PM. Em seguida, Alexia foi levada até o Quartel da Polícia Militar e o museu da instituição. Para tornar a aventura mais real, a menina também ganhou de presente uma farda de policial.

“A gente fica muito alegre em saber que as crianças admiram a Polícia Militar, em saber que tem uma semente como Alexia, que gosta da gente, que veio nos prestigiar. Hoje ela está como policial militar honorária, por um dia”, disse o comandante-geral da PM, Coronel Alarico Azevedo.

E o sonho ainda não acabou, já que a menina revelou ainda que planeja estudar no futuro para fazer parte da corporação a qual atribui tanto carinho. “Esse ano foi aprovada a lei que extingue a distinção de concurso público de entrada de homens e mulheres na Polícia Militar. Agora, há a igualdade de condições. Então, Alexia vai se preparar, vai estudar e ingressará na nossa instituição, concorrendo com muitas outras mulheres que vão querer entrar na Polícia Militar”, afirmou o comandante.