Menina se vacina vestida de Bela para homenagear tia que não resistiu à Covid: “Princesinha dela”

Mariane Moura Levada, de 23 anos, falou sobre a relação próxima que tinha com ela. A iniciativa foi aplaudida por pessoas que estavam no local na hora

Resumo da Notícia

  • Uma menina de 23 anos encontrou uma forma simbólica de homenagear a tia, que não resistiu à Covid-19
  • Na hora de receber a primeira dose da vacina contra a doença, ela se fantasiou da princesa da Disney, Bela
  • Mariane explicou que a tia a chamava de "princesinha"

A vacinação contra a Covid-19 tem sido bem marcante para todo mundo, principalmente para as famílias que perderam algum parente para a doença. Mariane Moura Levada, estudante de 23 anos, resolveu prestar uma homenagem neste momento.

-Publicidade-
Mariane e a tia eram bastante próximas, por isso a menina decidiu homenageá-la ao receber a primeira dose da vacina (Foto: reprodução/G1)

A menina perdeu a tia em 2020 para a doença e como ela sempre chamava a sobrinha de “princesinha”, resolveu ir vestida com uma fantasia da princesa Bela, da Disney, para tomar a primeira dose na manhã do último sábado, 14 de agosto, em Jundiaí, São Paulo.

“Eu faço cosplay e tinha esse vestido em casa. Então, quando soube que ia me vacinar, olhei o vestido e tive essa ideia de fazer homenagem para minha tia Cleide”, explicou em entrevista ao G1.

A menina, que se disse muito ansiosa para receber a vacina, completou: “Onde quer que ela esteja, hoje eu sei que ela viu que a princesinha dela se vacinou e estou muito feliz”. E a mãe dela também deu mais detalhes sobre a história.

A tia, de 64 anos, já possuía doenças de Chagas e precisou ser internada. Já no hospital foi confirmado que ela também estava com Covid-19. Na semana seguinte, ela partiu. A mãe de Mariane também prestou uma homenagem na entrevista.

Menina que se fantasiou de Bela para receber vacina contra Covid-19 foi aplaudida pela atitude em homenagem à tia (Foto: reprodução/G1)

“Ela morava perto da gente, cuidada de nós. Então, ver minha filha fazendo essa homenagem, ainda mais porque só faltava ela na família para ser vacinada, foi emocionante. Torcemos para que tudo possa melhorar”, comentou.

Comovidos com a história, a vacinação de Mariane foi aplaudida por várias pessoas no local. “Era um amor muito grande entre mim e ela. Ela não teve filhos e eu era praticamente a filha dela. Eu perdi minhas avós muito cedo. Ela foi minha avó, minha mãe, minha melhor amiga. Ela cuidou da minha mãe e cuidou de mim”, explicou.